Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 10 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Câmara de Sto.André dá aval a projeto de carro para vacinas

Banco de dados Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Correligionários trocam farpas; texto autoriza uso de veículos oficiais para auxiliar imunização


Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

21/04/2021 | 00:24


 Mesmo diante de clima de desgaste, a Câmara de Santo André deu aval ontem a projeto de lei que autoriza a utilização de veículos de propriedade de todos os órgãos da administração para auxiliar na vacinação de pessoas idosas, com dificuldades de locomoção e população em situação de vulnerabilidade social. A matéria, do vereador Márcio Colombo (PSDB), teve 13 votos favoráveis, dois contrários e três abstenções, incluindo de dois correligionários. A cizânia se deu, entre outros motivos, devido à decisão do tucano de abrir mão do uso de carro oficial atrelado a seu gabinete.

Os parlamentares Evilásio Santana, o Bahia, e Bahia do Lava Rápido, ambos tucanos, não manifestaram crivo à proposta. O primeiro criticou, ainda durante a sessão, a postura do correligionário. “Chamou muita atenção em relação ao projeto (o fato de ser de um) vereador (que) a, princípio, não gostaria de ter carro da Câmara, (veículo) que faz trabalho beneficiando os moradores”, disse o veterano. “Vereador já faz isso os quatro anos, ajudando as pessoas”, emendou.

Emenda modificativa inserida diz que o uso dos veículos cedidos é exclusivo para o transporte de pessoas ligadas à Secretaria da Saúde e com o objetivo de transportar vacinas até o público-alvo. Na sequência, a Câmara aprovou projeto – também de Colombo – que prevê manutenção mínima da frota de ônibus do transporte público para atender às orientações sanitárias de distanciamento físico. Na votação anterior, Colombo registrou, em redes sociais, placar dos favoráveis ao projeto, situação que também gerou indignação entre os colegas – alguns até de forma áspera nos bastidores. Bahia condenou a prática: “Não precisava. Tem que observar a conduta”.

Oposicionista, Ricardo Alvarez (Psol) considerou que o tucano “faz onda e agora quer legislar com carro do Executivo”. “É poço de contradição. Demagogia.” Colombo alegou, por sua vez, que a casa demonstrou sensibilidade. “Visam contribuir com a proteção das pessoas. Sobre os carros, entendo que, para mim, é custo que posso evitar. Prefiro dar esse exemplo. Não considero hipocrisia.”



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Câmara de Sto.André dá aval a projeto de carro para vacinas

Correligionários trocam farpas; texto autoriza uso de veículos oficiais para auxiliar imunização

Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

21/04/2021 | 00:24


 Mesmo diante de clima de desgaste, a Câmara de Santo André deu aval ontem a projeto de lei que autoriza a utilização de veículos de propriedade de todos os órgãos da administração para auxiliar na vacinação de pessoas idosas, com dificuldades de locomoção e população em situação de vulnerabilidade social. A matéria, do vereador Márcio Colombo (PSDB), teve 13 votos favoráveis, dois contrários e três abstenções, incluindo de dois correligionários. A cizânia se deu, entre outros motivos, devido à decisão do tucano de abrir mão do uso de carro oficial atrelado a seu gabinete.

Os parlamentares Evilásio Santana, o Bahia, e Bahia do Lava Rápido, ambos tucanos, não manifestaram crivo à proposta. O primeiro criticou, ainda durante a sessão, a postura do correligionário. “Chamou muita atenção em relação ao projeto (o fato de ser de um) vereador (que) a, princípio, não gostaria de ter carro da Câmara, (veículo) que faz trabalho beneficiando os moradores”, disse o veterano. “Vereador já faz isso os quatro anos, ajudando as pessoas”, emendou.

Emenda modificativa inserida diz que o uso dos veículos cedidos é exclusivo para o transporte de pessoas ligadas à Secretaria da Saúde e com o objetivo de transportar vacinas até o público-alvo. Na sequência, a Câmara aprovou projeto – também de Colombo – que prevê manutenção mínima da frota de ônibus do transporte público para atender às orientações sanitárias de distanciamento físico. Na votação anterior, Colombo registrou, em redes sociais, placar dos favoráveis ao projeto, situação que também gerou indignação entre os colegas – alguns até de forma áspera nos bastidores. Bahia condenou a prática: “Não precisava. Tem que observar a conduta”.

Oposicionista, Ricardo Alvarez (Psol) considerou que o tucano “faz onda e agora quer legislar com carro do Executivo”. “É poço de contradição. Demagogia.” Colombo alegou, por sua vez, que a casa demonstrou sensibilidade. “Visam contribuir com a proteção das pessoas. Sobre os carros, entendo que, para mim, é custo que posso evitar. Prefiro dar esse exemplo. Não considero hipocrisia.”

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;