Fechar
Publicidade

Domingo, 13 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Tecnologia

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301

Os prós e contras para escolher um software de segurança cibernética

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Da Redação
Do 33Giga

26/03/2021 | 16:48


Segurança cibernética é algo fundamental. Mas, ao escolher um software para melhorar sua proteção (como firewall, antivírus, app de verificação ou uma ferramenta VPN online), muitas pessoas podem ignorar quais prós e contras elas devem levar em conta antes de tomar as decisões sobre o que vão usar – ou deixar de usar.

Nesta reportagem, estão listados alguns pontos fundamentais que você deve levar em consideração antes de escolher um programa voltado para sua segurança digital e, assim, tomar a melhor decisão e fazer as escolhas mais condizentes com as suas necessidades.

Leia mais:
Brasileiros são os maiores alvos de ataques de phishing no mundo
10 filmes e séries sobre segurança da informação e privacidade de dados
VPN: saiba o que é e veja opções para navegar com segurança na web

Desconhecer os principais riscos que te cercam

Apesar de muitas ameaças serem comuns a praticamente todas as pessoas que usam a internet, é essencial saber quais os principais riscos que envolvem as atividades com as quais você lida. Isso é, saber especificamente quais são os riscos mais relevantes aos quais você se expõe.

Dependendo das suas necessidades, o tipo de software de segurança que você vai usar pode ser totalmente diferente do que você acha que precisa. E isso significa evitar gastos desnecessários com programas muito mais avançados do que precisa ou cometer o erro inverso, de poupar em uma área crucial e adquirir ferramentas menos robustas do que as que você realmente necessita.

Então, primeiro você precisa ter uma noção e um quadro real de quais são suas necessidades para encontrar a melhor ferramenta pelo preço mais acessível ao seu orçamento.

Não experimentar uma versão demo

Assim como você não compra um carro antes de fazer um test drive, o mesmo vale para um programa de segurança. Muitas vezes as pessoas apenas adquirem um software porque recebem boas indicações sobre ele, mas não fazem testes básicos antes de tomar esta decisão.

Então, antes de adquirir a versão paga de qualquer software, o melhor a se fazer é experimentar a opção demo. Em geral, as empresas oferecem versões gratuitas com os principais elementos do programa, disponibilizadas por determinado período de tempo.

Só depois de realmente testar um programa é que você vai ter noção sobre seus aspectos básicos, seu desempenho, suas funcionalidades e, mais do que tudo, se ele vale seu dinheiro.

Não procurar por avaliações antes de comprar o produto

Antes de adquirir um produto ou serviço, é importante procurar por avaliações de clientes em geral e especialistas. Isso vale para qualquer compra e não é diferente com recursos de segurança digital.

Em vez de simplesmente comprar algo ou acreditar nas promessas feitas pela empresa, procure por análises, avaliações e opiniões em geral para saber se a empresa e o produto ou serviço são idôneos.

Isso te ajuda não só a ter uma noção melhor antes de fechar negócio, mas também a evitar fraudes, golpes e falsas promessas.

Cuidado com as opções “gratuitas”

Embora muitos programas pagos ofereçam opções demo, há muitas versões totalmente grátis que prometem os mesmos recursos e o mesmo desempenho das mais caras do mercado. Mas o ditado “quando a esmola é muita, o santo desconfia” funciona perfeitamente aqui. Tome muito cuidado com soluções de segurança cibernética gratuitas.

Em muitos casos – como serviços de VPN que se dizem “gratuitos”, mas, no fundo, acabam escondendo malware e, além disso, prejudicam a privacidade dos usuários –, estes programas são ameaças inseridas nos seus dispositivos, sistemas e na sua rede, em vez de realmente oferecer alguma proteção. Há uma série de antivírus, inclusive, que funcionam exatamente como vírus.

Ignorar o ramo da sua atividade

Se você lida com uma empresa (independentemente do porte dela), um dos erros mais recorrentes é ignorar as vulnerabilidades mais significativas para o seu ramo de atividade. As ameaças virtuais não são exatamente as mesmas para uma empresa de planos de saúde, uma oficina mecânica, uma agência financeira, um órgão do governo ou um serviço de banco de dados.

Se você contratar uma empresa especializada em segurança digital, é importante consultar com os especialistas quais são as melhores soluções designadas especialmente para o seu ramo de atividades. Assim, você terá um serviço mais personalizado e preparado para suas necessidades.

Caso contrário, você pode acabar adquirindo soluções de segurança que tem muito pouco ou nada a ver com suas necessidades reais.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;