Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 1 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Expectativa de emprego e renda mantém consumo em alta, diz CNI


Do Diário OnLine
Com Agências

13/07/2007 | 17:01


A melhora da expectativa de crescimento da renda própria e a maior segurança no emprego são os dois fatores que devem manter em alta o consumo  do brasileiro nos próximos meses, segundo a sondagem  de opinião INEC (Índice Nacional de Expectativa do Consumidor), da CNI (Confederação Nacional da Indústria), divulgada nesta sexta-feira.

De acordo com o levantamento, o medo de perder o emprego diminuiu. O indicador melhorou 2,2%, tendo passado de 100,6 pontos em abril para 102,8 pontos nesta edição (por força de construção do índice, variações positivas indicam mais confiança na manutenção do emprego). Na comparação com igual  período de 2006, o indicador melhorou 4,5%. Hoje, ele está 9% melhor do que a média histórica para o mês.

Já a expectativa de desemprego (percepção quanto ao nível de desemprego na sociedade) caiu  1,6% na atual sondagem ante a de abril, mas cresceu 0,3% em relação à de julho do ano passado. Ela se manteve acima da média histórica para o mês, mostrando otimismo do consumidor sobre a abertura de vagas no mercado de trabalho.

A expectativa de renda cresceu em todos os parâmetros. No indicador que mede a percepção sobre a renda própria, a alta foi de 2,2% em relação à pesquisa de abril e de 4,5% ante a de igual mês do ano passado. Este indicador passou de 107,6 pontos no fim do primeiro trimestre do ano para 110 pontos na atual sondagem. O índice está 6% acima da média histórica para meses de julho.

A percepção sobre a renda geral (massa de salários) cresceu 0,5% sobre o trimestre anterior e 1% ante igual período do ano passado. O indicador está em 109,1 pontos, mesmo nível do primeiro trimestre do ano passado.

O indicador que mede a expectativa de compras para o trimestre por vir cresceu 1% ante a pesquisa anterior, tendo ficado em 100,5 pontos. Apesar de ter caído 2% em relação a igual período do ano passado, se manteve acima da media histórica para meses de julho.


Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;