Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 3 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Kiko se esquiva sobre aliança eleitoral com Rosi

Ricardo Trida/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Pré-candidato do PSB em Ribeirão diz que arco de apoiadores está aberto, mas evita falar da tucana


Vitória Rocha
Especial para o Diário

16/07/2016 | 07:00


O ex-prefeito de Rio Grande Serra e pré-candidato ao Paço de Ribeirão Pires Adler Kiko Teixeira (PSB) se esquivou quando questionado sobre possível aliança com a também postulante à Prefeitura e ex-secretária de Educação e Inclusão Rosi de Marco (PSDB), mas não negou que tenham havido negociações com a tucana.

De acordo com Kiko, o arco de aliados, que até agora abriga 13 partidos, está aberto para outras siglas com o “mesmo propósito”. “Eu preferia não comentar sobre ninguém (do PSDB) especificamente. Tem pessoas do grupo da Rosi que são simpáticas a nós, existem conversas, mas nada formalizado”, sintetizou o socialista.

Como antecipou o Diário no início de julho, a ex-secretária de Educação tem discutido com o popular-socialista possível união, mas há dificuldades por parte do já declarado vice de Kiko, o vereador Gabriel Roncon (PTB).

Em evento realizado ontem para divulgação da Agenda 40, projeto para formulação do plano de governo junto com a população como tem feito alguns pré-candidatos da região, Kiko e Roncon também não pouparam críticas ao atual prefeito Saulo Benevides (PMDB) diante de um público de aproximadamente 300 pessoas.

Com discurso exaltado, Roncon disse que o grupo tem percorrido a cidade e, apesar de ser bem recebido, ouve série de reclamações da população. “A cidade está abandonada. Diferentemente desse prefeito que não dá a cara à tapa, eu, Gabriel Roncon, digo que esse prefeito é o pior do Grande ABC”, afirmou.

No mesmo sentido, Kiko fez questão de criticar a obra inacabada e lenta do teleférico Cidade Encantada e o fato de o Festival do Chocolate ter sido novamente cancelado no formato como era realizado antigamente. “Observamos que o governo só fala em política e agride adversários, mas não procura saída para os problemas da cidade. Na minha administração em Rio Grande, não faltou remédio ou medicação. Diferentemente do que vemos hoje em Ribeirão”, disse, em tom exaltado.

Além de falar de Ribeirão, o socialista não poupou o pré-candidato à prefeito de Rio Grande da Serra Claudinho da Geladeira (PT) e rebateu suas críticas sobre a cidade ter perdido sua identidade. “Quem é de Rio Grande sabe o trabalho que foi feito e o reconhecimento que nós tivemos. Ele está falando algo que não está indo ao encontro da realidade das pessoas”. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;