Fechar
Publicidade

Domingo, 29 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Santo André firma parceria com pugilistas da Marinha

Arilson Gonçalves e Felipe Sanches vão representar a cidade no Estadual e nos Abertos


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

03/09/2015 | 07:00


Santo André foi, por pelo menos três décadas – entre os anos 1970 e 2000 –, reconhecida como um dos centros do boxe nacional. Primeiro, pelo extinto Clube Atlético Pirelli, de onde saíram ou passaram diversos grandes nomes do esporte, caso do primeiro tupiniquim a conquistar medalha olímpica na modalidade, Servílio de Oliveira, bronze na Cidade do México, em 1968. Na oportunidade, era atleta do clube andreense e anos mais tarde, entre 1978 e 1992, assumiu como auxiliar técnico até a extinção do time. Depois, no fim dos anos 1990 até o início do novo século, abrigou a Seleção Brasileira e aquipe olímpica permanente. Agora, 15 anos depois, a cidade tenta resgatar o passado de glória.

Por meio de parceria da secretaria de Esporte e Lazer, dois pugilistas de alto rendimento da Marinha do Brasil passarão a defender o município prontamente e a primeira competição será domingo, às 11h, em São Vicente, pelo Campeonato Paulista de Boxe Amador.

O peso-pena Arilson da Silva Gonçalves e o peso leve Felipe Lima Sanches, ambos de 19 anos, vão representar Santo André na categoria elite. Depois, o foco se volta para a disputa dos Jogos Abertos do Interior, a partir de 26 de outubro, em Ribeirão Preto. “Santo André, sem dúvida, estará bem representada nas finais do Paulista e nos Jogos Abertos com os jovens talentos”, afirmou o coordenador de boxe da Secretaria de Esporte e Lazer, o ex-pugilista Ivanildo Pereira Andrade, o Pancho. “Queremos retomar a história do boxe de Santo André”, emendou ele.

Além dos puglistas de alto rendimento, a cidade oferece há pouco tempo aulas de boxe de duas a três vezes por semana, com duração de uma hora e meia. Pancho afirmou, no entanto, que busca firmar turma para dar sequência ao projeto. “A garotada acaba deixando o esporte por causa do primeiro trabalho ou de cursos profissionalizantes que surgem pelo caminho”, avaliou o coordenador.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;