Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 16 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Clube de Paris concede perdão de 80% da dívida iraquiana


Da AFP

21/11/2004 | 16:07


Os países membros do Clube de Paris (formado por credores de 19 países) chegaram a um acordo neste domingo, na capital francesa, para perdoar 80% da dívida iraquiana. A operação será executada em três etapas.

Um total de 30% da dívida deve ser perdoado imediatamente, outros 30% em conexão com um programa do FMI (Fundo Monetário Internacional) e os 20% restantes em função dos resultados deste programa do FMI, declarou Eichel, durante reunião do G-20 (grupo de países em desenvolvimento que luta pela abertura agrícola dos países ricos).

Inicialmente, a Rússia não aceitava o perdão da dívida do Iraque, enquanto a França aceitava apenas a redução de 50%. Durante as negociações, os Estados Unidos defenderam um acordo de redução de até 95% da dívida, mas a proposta foi rejeitada, já que os outros governos não acham que um país rico em petróleo como o Iraque deva ser beneficiado com uma redução tão expressiva. O acordo foi acompanhado pelo secretário do Tesouro dos EUA, John Snow.

A dívida do Iraque chega a US$ 122 bilhões, sendo US$ 80 bilhões com países árabes e US$ 42 bilhões com o G8 (8 países mais ricos do mundo) e outras nações que integram o Clube de Paris. A maior parte foi adquirida durante o regime do ex-ditador Saddam Hussein.

Integram o Clube de Paris: credores da Alemanha, Austrália, Áustria, Bélgica, Canadá, Dinamarca, EUA, Finlândia, França, Holanda, Irlanda, Itália, Japão, Noruega, Reino Unido, Rússia, Espanha, Suécia e Suíça.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Clube de Paris concede perdão de 80% da dívida iraquiana

Da AFP

21/11/2004 | 16:07


Os países membros do Clube de Paris (formado por credores de 19 países) chegaram a um acordo neste domingo, na capital francesa, para perdoar 80% da dívida iraquiana. A operação será executada em três etapas.

Um total de 30% da dívida deve ser perdoado imediatamente, outros 30% em conexão com um programa do FMI (Fundo Monetário Internacional) e os 20% restantes em função dos resultados deste programa do FMI, declarou Eichel, durante reunião do G-20 (grupo de países em desenvolvimento que luta pela abertura agrícola dos países ricos).

Inicialmente, a Rússia não aceitava o perdão da dívida do Iraque, enquanto a França aceitava apenas a redução de 50%. Durante as negociações, os Estados Unidos defenderam um acordo de redução de até 95% da dívida, mas a proposta foi rejeitada, já que os outros governos não acham que um país rico em petróleo como o Iraque deva ser beneficiado com uma redução tão expressiva. O acordo foi acompanhado pelo secretário do Tesouro dos EUA, John Snow.

A dívida do Iraque chega a US$ 122 bilhões, sendo US$ 80 bilhões com países árabes e US$ 42 bilhões com o G8 (8 países mais ricos do mundo) e outras nações que integram o Clube de Paris. A maior parte foi adquirida durante o regime do ex-ditador Saddam Hussein.

Integram o Clube de Paris: credores da Alemanha, Austrália, Áustria, Bélgica, Canadá, Dinamarca, EUA, Finlândia, França, Holanda, Irlanda, Itália, Japão, Noruega, Reino Unido, Rússia, Espanha, Suécia e Suíça.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;