Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 3 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Cinco britânicos e um francês são acusados de terrorismo


Da AFP

10/04/2004 | 15:26


A polícia e a Justiça da Grã-Bretanha acusaram formalmente neste sábado, em Londres, cinco britânicos e um francês de suposto envolvimento em atos terroristas, em dois casos distintos, o que dá crédito à hipótese de se ter frustrado um atentado naquele país.

O tribunal de Belmarsh (a sudeste de Londres) confirmou a acusação feita quinta-feira pela polícia contra os cinco britânicos, cuja idade varia de 18 a 22 anos, presos no último dia 30 de março com outros três britânicos durante uma operação em Londres e arredores.

A polícia apreendeu naquela ocasião 600 quilos de material que pode ser usado na fabricação de uma bomba de grande potência, como a usada nos atentados de Bali em outubro de 2002, que causaram 202 mortes.

Anthony Garcia, 21, de Ilford (nordeste de Londres); Omar Jyam, 22, de Crawley (ao sul de Londres); Nabeel Hussain, 18, de Horley (perto de Crawley); e Jawad Akbar, 20, e Waheed Mahmud, 32, ambos de Crawley, comparecerão na próxima quinta-feira ao Tribunal londrino de Old Bailey.

Os três primeiros foram acusados formalmente pela posse de material destinado a ato terrorista, em uma referência aos 600 kg de material encontrados num depósito em Hanwell (oeste de Londres). O modo como o material estava armazenado permite pensar que ele "estava destinado a ações ligadas ao terrorismo", considerou o tribunal.

Anthony García e Omar Jyam também foram acusados, junto com Jawad Akbar, 20, e Waheed Mahmud, 32, de "conspiração para provocar uma explosão". Os quatro são suspeitos de desejar, "ilegalmente e premeditadamente", cometer um ataque entre 1º de outubro de 2003 e 31 de março de 2004, junto com um jovem de 17 anos preso em 30 de março e indiciado na última quarta-feira, e com Mohammed Momin Jawaja, preso no último dia 29 de março, no Canadá.

A polícia canadense acusa Jawaja de ter participado de uma atividade de um grupo terrorista ou contribuído com ela, e de ter facilitado um ato terrorista entre novembro de 2003 e março de 2004, em Londres e Ottawa.

Em um caso diferente, o tribunal de Belmarsh acusou neste sábado o francês Jacques Karim Abi-Ayad, 39, de posse de documentos "que podem ser úteis para uma pessoa cometer ou preparar um atentado". Ele comparecerá na próxima sexta-feira ao tribunal de Bow Street, em Londres.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cinco britânicos e um francês são acusados de terrorismo

Da AFP

10/04/2004 | 15:26


A polícia e a Justiça da Grã-Bretanha acusaram formalmente neste sábado, em Londres, cinco britânicos e um francês de suposto envolvimento em atos terroristas, em dois casos distintos, o que dá crédito à hipótese de se ter frustrado um atentado naquele país.

O tribunal de Belmarsh (a sudeste de Londres) confirmou a acusação feita quinta-feira pela polícia contra os cinco britânicos, cuja idade varia de 18 a 22 anos, presos no último dia 30 de março com outros três britânicos durante uma operação em Londres e arredores.

A polícia apreendeu naquela ocasião 600 quilos de material que pode ser usado na fabricação de uma bomba de grande potência, como a usada nos atentados de Bali em outubro de 2002, que causaram 202 mortes.

Anthony Garcia, 21, de Ilford (nordeste de Londres); Omar Jyam, 22, de Crawley (ao sul de Londres); Nabeel Hussain, 18, de Horley (perto de Crawley); e Jawad Akbar, 20, e Waheed Mahmud, 32, ambos de Crawley, comparecerão na próxima quinta-feira ao Tribunal londrino de Old Bailey.

Os três primeiros foram acusados formalmente pela posse de material destinado a ato terrorista, em uma referência aos 600 kg de material encontrados num depósito em Hanwell (oeste de Londres). O modo como o material estava armazenado permite pensar que ele "estava destinado a ações ligadas ao terrorismo", considerou o tribunal.

Anthony García e Omar Jyam também foram acusados, junto com Jawad Akbar, 20, e Waheed Mahmud, 32, de "conspiração para provocar uma explosão". Os quatro são suspeitos de desejar, "ilegalmente e premeditadamente", cometer um ataque entre 1º de outubro de 2003 e 31 de março de 2004, junto com um jovem de 17 anos preso em 30 de março e indiciado na última quarta-feira, e com Mohammed Momin Jawaja, preso no último dia 29 de março, no Canadá.

A polícia canadense acusa Jawaja de ter participado de uma atividade de um grupo terrorista ou contribuído com ela, e de ter facilitado um ato terrorista entre novembro de 2003 e março de 2004, em Londres e Ottawa.

Em um caso diferente, o tribunal de Belmarsh acusou neste sábado o francês Jacques Karim Abi-Ayad, 39, de posse de documentos "que podem ser úteis para uma pessoa cometer ou preparar um atentado". Ele comparecerá na próxima sexta-feira ao tribunal de Bow Street, em Londres.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;