Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 13 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

PTB projeta pré-candidatura de Zacarias após sinal de Rautenberg, que agora recua e espera PSDB

Diretório local investe em vereador depois que colega anunciou saída


Fabio Martins
Do Diário do Grande ABC

27/02/2015 | 07:00


Em reunião interna, o PTB de Santo André, comandado pela ex-vice-prefeita Dinah Zekcer, definiu o vereador oposicionista Luiz Zacarias (PTB) como pré-candidato ao Paço na sucessão de Carlos Grana (PT), em 2016. A manifestação partidária se dá após o anúncio de desfiliação do parlamentar Roberto Rautenberg (PTB), que agora recua em seu posicionamento e aguarda “melhor momento” do PSDB. O tucanato passará por processo de convenções e, obrigatoriamente, mudará o comando municipal – o atual presidente local, Ricardo Torres, não pode se reeleger novamente.

Zacarias está em seu quinto mandato parlamentar e é um dos principais nomes de oposição ao PT na Câmara e, na concepção da executiva, tem capilaridade eleitoral para entrar na disputa. O petebista foi eleito em 2012 com 6.330 votos, o segundo mais lembrado nas urnas. “É importante o partido se posicionar neste momento”, alegou o indicado, relatando que tem reunião marcada na segunda-feira para debater a proposta estipulada na municipal com o mandatário estadual da sigla, deputado Campos Machado, que já sinalizou ser favorável ao voo solo petebista.

O PTB já governou a Prefeitura por três vezes e se reveza no poder com os petistas, que estão no quinto mandato.

Rautenberg participou do encontro na sede do diretório local e sofreu cobranças por sua postura, considerada intempestiva, inclusive por aliados. As suas declarações de desvínculo ao PTB para concorrer ao cargo de prefeito pelo PSDB não caíram bem em ambos os lados. Campos assegurou que ingressará com ação na Justiça Eleitoral para cassar o mandato do vereador logo depois de confirmada a sua migração. A situação também pegou Dinah de surpresa. Evitando a polêmica, a dirigente municipal petebista antecipou o projeto de candidatura própria.

No PSDB, o anúncio do petebista de filiação no tucanato com a condição de entrar na chapa majoritária foi encarada como “inoportuna”. Cotado para presidir a próxima executiva local, o ex-vereador Marcelo Chehade alegou que a fala de Rautenberg é “atropelamento político”. “Vejo como um passo atrás. Ele já foi citado por aqui (na legenda) como alternativa, porém avalio que seria a quarta ou quinta opção. Tem outros nomes na disputa, inclusive de parlamentares. Não dá para falar uma coisa dessa (de candidatura), sendo que ainda nem entrou no partido. Estamos em momento de aparar arestas.”  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

PTB projeta pré-candidatura de Zacarias após sinal de Rautenberg, que agora recua e espera PSDB

Diretório local investe em vereador depois que colega anunciou saída

Fabio Martins
Do Diário do Grande ABC

27/02/2015 | 07:00


Em reunião interna, o PTB de Santo André, comandado pela ex-vice-prefeita Dinah Zekcer, definiu o vereador oposicionista Luiz Zacarias (PTB) como pré-candidato ao Paço na sucessão de Carlos Grana (PT), em 2016. A manifestação partidária se dá após o anúncio de desfiliação do parlamentar Roberto Rautenberg (PTB), que agora recua em seu posicionamento e aguarda “melhor momento” do PSDB. O tucanato passará por processo de convenções e, obrigatoriamente, mudará o comando municipal – o atual presidente local, Ricardo Torres, não pode se reeleger novamente.

Zacarias está em seu quinto mandato parlamentar e é um dos principais nomes de oposição ao PT na Câmara e, na concepção da executiva, tem capilaridade eleitoral para entrar na disputa. O petebista foi eleito em 2012 com 6.330 votos, o segundo mais lembrado nas urnas. “É importante o partido se posicionar neste momento”, alegou o indicado, relatando que tem reunião marcada na segunda-feira para debater a proposta estipulada na municipal com o mandatário estadual da sigla, deputado Campos Machado, que já sinalizou ser favorável ao voo solo petebista.

O PTB já governou a Prefeitura por três vezes e se reveza no poder com os petistas, que estão no quinto mandato.

Rautenberg participou do encontro na sede do diretório local e sofreu cobranças por sua postura, considerada intempestiva, inclusive por aliados. As suas declarações de desvínculo ao PTB para concorrer ao cargo de prefeito pelo PSDB não caíram bem em ambos os lados. Campos assegurou que ingressará com ação na Justiça Eleitoral para cassar o mandato do vereador logo depois de confirmada a sua migração. A situação também pegou Dinah de surpresa. Evitando a polêmica, a dirigente municipal petebista antecipou o projeto de candidatura própria.

No PSDB, o anúncio do petebista de filiação no tucanato com a condição de entrar na chapa majoritária foi encarada como “inoportuna”. Cotado para presidir a próxima executiva local, o ex-vereador Marcelo Chehade alegou que a fala de Rautenberg é “atropelamento político”. “Vejo como um passo atrás. Ele já foi citado por aqui (na legenda) como alternativa, porém avalio que seria a quarta ou quinta opção. Tem outros nomes na disputa, inclusive de parlamentares. Não dá para falar uma coisa dessa (de candidatura), sendo que ainda nem entrou no partido. Estamos em momento de aparar arestas.”  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;