Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

São Caetano tenta surpreender líder


Felipe Simões
Do Diário do Grande ABC

27/02/2015 | 07:00


Em oitavo lugar na Superliga Feminina de Vôlei, o São Cristóvão Saúde/São Caetano encara, às 19h de hoje, no Rio de Janeiro, a maior pedreira da competição. O adversário será ninguém mais, ninguém menos que o Rexona-Ades, que ainda não perdeu no torneio – são 19 jogos de invencibilidade. É contra esse cenário que a equipe do técnico Hairton Cabral tenta se recuperar da derrota sofrida em casa, por 3 sets a 0, para o Sesi na última rodada.

“Jogar contra o Rexona-Ades não é tarefa fácil, ainda mais na casa delas. Eles têm muitas jogadoras experientes, como a (levantadora) Fofão. Além disso, são as atuais campeãs da Superliga e do Sul-Americano. Mas estamos confiantes e vamos tentar sacar bem para conseguir um bom resultado”, destacou a levantadora Carol.

Na partida do turno entre as equipes, o São Caetano foi derrotado, em casa, por 3 sets a 1 – essa foi uma das cinco vezes em que as cariocas venceram por este placar. Em 12 oportunidades, triunfaram por 3 a 0, e, em duas, por 3 a 2.

Caso conquiste a vitória, a equipe da região pode pular para a sétima posição na classificação e ultrapassar o Brasília, que tem um ponto a mais (24 a 23).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Caetano tenta surpreender líder

Felipe Simões
Do Diário do Grande ABC

27/02/2015 | 07:00


Em oitavo lugar na Superliga Feminina de Vôlei, o São Cristóvão Saúde/São Caetano encara, às 19h de hoje, no Rio de Janeiro, a maior pedreira da competição. O adversário será ninguém mais, ninguém menos que o Rexona-Ades, que ainda não perdeu no torneio – são 19 jogos de invencibilidade. É contra esse cenário que a equipe do técnico Hairton Cabral tenta se recuperar da derrota sofrida em casa, por 3 sets a 0, para o Sesi na última rodada.

“Jogar contra o Rexona-Ades não é tarefa fácil, ainda mais na casa delas. Eles têm muitas jogadoras experientes, como a (levantadora) Fofão. Além disso, são as atuais campeãs da Superliga e do Sul-Americano. Mas estamos confiantes e vamos tentar sacar bem para conseguir um bom resultado”, destacou a levantadora Carol.

Na partida do turno entre as equipes, o São Caetano foi derrotado, em casa, por 3 sets a 1 – essa foi uma das cinco vezes em que as cariocas venceram por este placar. Em 12 oportunidades, triunfaram por 3 a 0, e, em duas, por 3 a 2.

Caso conquiste a vitória, a equipe da região pode pular para a sétima posição na classificação e ultrapassar o Brasília, que tem um ponto a mais (24 a 23).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;