Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 1 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Políticas de planejamento urbano pedem reavaliação

Nabil Bonduki participou ontem de evento em S.Bernardo


Cadu Proieti
Do Diário do Grande ABC

21/04/2013 | 07:00


As políticas de planejamento urbano no Brasil precisam de reavaliação, segundo o arquiteto especialista em urbanismo Nabil Bonduki. Eleito vereador da Capital nas eleições do ano passado, ele foi um dos palestrantes da 3ª Conferência Municipal da Cidade de São Bernardo, realizada  ontem na Universidade Metodista.

Bonduki acredita que o País possui bons projetos para desenvolvimento, mas as ações não estão sendo trabalhadas de forma integrada. Por conta disso, algumas medidas acabam perdendo a eficácia e grandes investimentos são mal utilizados. "Desde a implementação do Ministério das Cidades, há dez anos, tivemos grande acréscimo de recursos para políticas setoriais, como Habitação, Mobilidade Urbana e Saneamento, mas falta integração entre essas políticas. É necessário que haja articulação entre essas ações para garantir política de desenvolvimento que pense no conjunto, não de maneira segmentada", explicou.

Bonduki é mestre e doutor em estruturas ambientais urbanas e livre-docente em planejamento urbano pela USP (Universidade de São Paulo), onde é professor desde 1986. Prestou consultoria na elaboração de planos diretores e de habitação para as capitais São Paulo e Salvador, além do Distrito Federal. Atuou na coordenação da consultoria para a elaboração do Plano Nacional de Habitação. Em 2011, exerceu a função de secretário de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente, coordenando a implementação da Lei Nacional dos Resíduos Sólidos.

O especialista citou o Minha Casa, Minha Vida como uma das ações positivas que são prejudicas em cidades do País por falta de planejamento integrado. "O problema das grandes cidades é a dificuldade de acesso à terra, em municípios com grande parte ocupada. Nesses locais, o projeto não anda bem. Embora seja um programa muito importante e significativo, está pouco articulado com as políticas urbanas. As habitações são feitas em áreas periféricas e acabam gerando impacto negativo na área de transporte, por exemplo."

Sobre o desenvolvimento urbano na região, Bonduki disse que é essencial planejamento integrado entre as prefeituras. "Esse é outro aspecto importante a ser considerado. É preciso ter políticas de integração intercidades, principalmente em áreas de grande proporção urbana, como na Região Metropolitana de São Paulo, onde é impossível distinguir as políticas de um município ou outro."

De acordo com Bonduki, as prefeituras que conseguem se organizar administrativamente superam a falta de planejamento urbano que existe em âmbito nacional. "Alguns municípios que têm estrutura institucional mais desenvolvida, como São Bernardo, podem enfrentar esse problema com seus próprios instrumentos."

 

 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;