Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Carnaval 2011: bateria da Portela emociona Sapucaí



07/03/2011 | 02:29


Primeira escola prejudicada pelo incêndio na Cidade do Samba a desfilar na Marquês de Sapucaí, a Portela foi recebida por uma plateia entusiasmada. A bateria da Azul e Branca devolveu a gentileza com uma apresentação emocionante, que contou com uma paradinha coreografada. Mas, quem esperava um desfile cheio de garra dos integrantes da Portela se decepcionou.

O restante da escola fez uma apresentação apática. A presença da Velha Guarda da Portela foi ofuscada pelo tumulto causado pela participação do jogador Ronaldinho Gaúcho. A truculência dos seguranças em volta do atleta do Flamengo chegou a assustar até o próprio Ronaldinho, que pediu calma. Mas, o apelo não surtiu efeito e o jogador decidiu sambar sem ligar para o tumulto a sua volta.

Com a sua tradicional elegância, o cantor e compositor Paulinho da Viola minimizou os possíveis estragos que a participação de Ronaldinho trouxe à apresentação da Portela. "Ele é um ídolo. A gente já esperava por isso. Como veio na frente da escola acho que não atrapalhou", afirmou.

O ponto alto do show ficou a cargo da bateria comanda pelo mestre Nilo Sérgio. Os 300 ritmistas, que perderam parte da fantasia no incêndio do barracão, homenagearam a garra da escola com uma nova coreografia, que representava a morte e o renascimento da Portela. Os ritmistas se agachavam, colocavam os instrumentos no chão, ficavam em silencio por alguns segundos e depois voltavam com força total.

Além da bateria, as passistas mirim da azul e branca de Madureira também arrancaram aplausos da plateia nas arquibancadas, com uma apresentação emocionante. Com a ajuda de R$ 750 milhões da Prefeitura do Rio, a Portela contou o enredo sobre o fascínio do mar, retratando desde a navegação até a mitologia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Carnaval 2011: bateria da Portela emociona Sapucaí


07/03/2011 | 02:29


Primeira escola prejudicada pelo incêndio na Cidade do Samba a desfilar na Marquês de Sapucaí, a Portela foi recebida por uma plateia entusiasmada. A bateria da Azul e Branca devolveu a gentileza com uma apresentação emocionante, que contou com uma paradinha coreografada. Mas, quem esperava um desfile cheio de garra dos integrantes da Portela se decepcionou.

O restante da escola fez uma apresentação apática. A presença da Velha Guarda da Portela foi ofuscada pelo tumulto causado pela participação do jogador Ronaldinho Gaúcho. A truculência dos seguranças em volta do atleta do Flamengo chegou a assustar até o próprio Ronaldinho, que pediu calma. Mas, o apelo não surtiu efeito e o jogador decidiu sambar sem ligar para o tumulto a sua volta.

Com a sua tradicional elegância, o cantor e compositor Paulinho da Viola minimizou os possíveis estragos que a participação de Ronaldinho trouxe à apresentação da Portela. "Ele é um ídolo. A gente já esperava por isso. Como veio na frente da escola acho que não atrapalhou", afirmou.

O ponto alto do show ficou a cargo da bateria comanda pelo mestre Nilo Sérgio. Os 300 ritmistas, que perderam parte da fantasia no incêndio do barracão, homenagearam a garra da escola com uma nova coreografia, que representava a morte e o renascimento da Portela. Os ritmistas se agachavam, colocavam os instrumentos no chão, ficavam em silencio por alguns segundos e depois voltavam com força total.

Além da bateria, as passistas mirim da azul e branca de Madureira também arrancaram aplausos da plateia nas arquibancadas, com uma apresentação emocionante. Com a ajuda de R$ 750 milhões da Prefeitura do Rio, a Portela contou o enredo sobre o fascínio do mar, retratando desde a navegação até a mitologia.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;