Fechar
Publicidade

Sábado, 27 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Andreense lança e-book com crônicas do cotidiano

Arquivo pessoal Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Obra é composta por coletânea com 60 textos escritos entre 2015 e 2017


Vinícius Casteli
Do Diário do Grande ABC

22/01/2021 | 00:01


Crônicas que abordam situações do cotidiano ilustram páginas virtuais do livro As Letras da Vida, obra recém-lançada em formato e-book e assinada por Maristela Prado, 56 anos, escritora, biógrafa e crítica literária de Santo André.

O livro, que pode ser encontrado exclusivamente na loja amazon.com.br (107 páginas, R$ 5,99), conta com 60 textos. Segundo a autora, todos foram produzidos entre 2015 e 2017, para blog de sua autoria – alguns podem ser conferidos na seção blogs, no site do Diário (www.dgabc.com.br).

“Tem muita reflexão neste livro, há algo leve também, mas são textos que falam de coisas que acontecem com todos. São comportamentos, sentimentos, coisas da vida”, diz Maristela. 

Em um dos textos, batizado de Mulheres Insanas, a autora fala do comportamento da mulher e foi selecionado, em 2019, para o evento Mulheres na Escrita – Feira do Livro da Língua Portuguesa, realizado em Nova York, nos Estados Unidos. “Achava o texto interessante, enviei, despretensiosa, e fui selecionada”, comemora. “É muito gratificante.”

A autora celebra sua estreia no mercado editorial e diz estar contente com o formato digital. “E-book está muito comum hoje em dia. Muita gente prefere, principalmente os jovens”, explica. Ainda assim, vai lançá-lo também em formato físico em breve.

Maristela explica que todo o trabalho foi realizado de forma independente. “Resolvi tudo sozinha. É difícil achar editora que dê resposta (para o material)”, explica. E assim deve fazer também com a versão em papel da obra.

A autora espera que seu primeiro livro desperte reflexão nos leitores. “Não são fatos incomuns, que tratam os textos, e acho que as pessoas vão se identificar com a leitura”, diz.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Andreense lança e-book com crônicas do cotidiano

Obra é composta por coletânea com 60 textos escritos entre 2015 e 2017

Vinícius Casteli
Do Diário do Grande ABC

22/01/2021 | 00:01


Crônicas que abordam situações do cotidiano ilustram páginas virtuais do livro As Letras da Vida, obra recém-lançada em formato e-book e assinada por Maristela Prado, 56 anos, escritora, biógrafa e crítica literária de Santo André.

O livro, que pode ser encontrado exclusivamente na loja amazon.com.br (107 páginas, R$ 5,99), conta com 60 textos. Segundo a autora, todos foram produzidos entre 2015 e 2017, para blog de sua autoria – alguns podem ser conferidos na seção blogs, no site do Diário (www.dgabc.com.br).

“Tem muita reflexão neste livro, há algo leve também, mas são textos que falam de coisas que acontecem com todos. São comportamentos, sentimentos, coisas da vida”, diz Maristela. 

Em um dos textos, batizado de Mulheres Insanas, a autora fala do comportamento da mulher e foi selecionado, em 2019, para o evento Mulheres na Escrita – Feira do Livro da Língua Portuguesa, realizado em Nova York, nos Estados Unidos. “Achava o texto interessante, enviei, despretensiosa, e fui selecionada”, comemora. “É muito gratificante.”

A autora celebra sua estreia no mercado editorial e diz estar contente com o formato digital. “E-book está muito comum hoje em dia. Muita gente prefere, principalmente os jovens”, explica. Ainda assim, vai lançá-lo também em formato físico em breve.

Maristela explica que todo o trabalho foi realizado de forma independente. “Resolvi tudo sozinha. É difícil achar editora que dê resposta (para o material)”, explica. E assim deve fazer também com a versão em papel da obra.

A autora espera que seu primeiro livro desperte reflexão nos leitores. “Não são fatos incomuns, que tratam os textos, e acho que as pessoas vão se identificar com a leitura”, diz.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;