Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 1 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Comentário sobre japoneses desagrada


Raphael Rocha

27/08/2020 | 00:01


Taka Yamauchi (PSD) e Ricardo Yoshio (PSDB) têm mantido pré-candidaturas a prefeito de Diadema. Mas ambos, recentemente, foram conversar com o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), sobre a possibilidade de uma aliança com objetivo de unir forças para atingir o segundo turno na corrida eleitoral diademense. Morando aposta em Yoshio, enquanto Taka se escora no trabalho feito no governo de Adler Kiko Teixeira (PSDB), em Ribeirão Pires – Kiko é afilhado político de Morando. Os dois, porém, deixaram o encontro com Morando sem esconder a chateação com o que ouviram. Morando teria dito que ter um como prefeiturável e o outro de vice não agregaria porque a eleição é em Diadema, não no bairro da Liberdade, tradicional reduto da colônia japonesa na Capital.

BASTIDORES

Visita
O deputado estadual Thiago Auricchio (PL) esteve nesta semana em Rio Grande da Serra para visitar os representantes do governo de Gabriel Maranhão (Cidadania). Esteve com a vice-prefeita Marilza de Oliveira (PSD), candidata governista à Prefeitura na eleição deste ano. Depois visitou Helenice Arruda (PL), indicada como vice na chapa. Dialogou com alguns vereadores da base. Por fim, se encontrou com Maranhão. Se colocou à disposição para ajudar o grupo durante o processo eleitoral.

Sem público
O presidente da Câmara de São Bernardo, Juarez Tudo Azul (PSDB), entrou em contato com a vigilância epidemiológica sobre a possibilidade de retomar as sessões presenciais. Mas o setor não autorizou o regresso. Assim, os trabalhos presenciais serão organizados, mas sem a participação do público.

Homenagem
A Câmara de São Bernardo aprovou a homenagem ao ex-vereador Lenildo Magdalena. O lendário parlamentar, que ficou na casa por mais de 50 anos e morreu em 2014, aos 89 anos, dará nome ao plenarinho do Legislativo. A honraria foi sugestão do vereador Eliezer Mendes (Podemos).

Pré-candidato
Ex-prefeiturável em 2016, Silvino Roque Neto, conhecido como Russo (PMN), avisou que será novamente candidato a prefeito de Diadema. Sua participação no último pleito ficou marcada por uma sabatina que ele participou. Ao ser questionado sobre quais propostas tinha para a área de desenvolvimento social, travou. Não detalhou nenhuma ideia, pediu que a pergunta fosse trocada e, sem a possibilidade, ficou em silêncio durante o período.

Resposta
O vereador Amaury Dias (PSDB), de Ribeirão Pires, entrou em contato com a coluna para esclarecer nota publicada ontem sobre sua consultoria extraoficial ao secretário de Serviços Urbanos, Ricardo Orsini. Ele assegurou que não trabalha nessa área junto ao titular da pasta e que fica sabendo das ações do setor porque “constantemente fiscalizo e acompanho os atos promovidos pelas secretarias, dispositivo presente nas prerrogativas de mandato. “Acompanho as ações não por privilégio, mas por eu estar sempre presente no cotidiano de Ribeirão Pires, para, assim, poder cumprir o meu mandato de forma integral, para o qual fui eleito. Conhecer, fiscalizar e saber com detalhes os serviços que estão sendo ou não executados à população passa por cobrar diariamente informações dos secretários municipais.”

Movimento
Em Mauá, começa a ganhar corpo um movimento de unificação de pré-candidaturas a prefeito com objetivo de evitar a polarização entre o atual prefeito da cidade, Atila Jacomussi (PSB), e o vereador Marcelo Oliveira, nome do PT na corrida eleitoral local. Por ora, cerca de 15 políticos dizem que buscarão o Paço, número esse que, até o fim da semana que vem, pode se reduzir a menos de dez. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Comentário sobre japoneses desagrada

Raphael Rocha

27/08/2020 | 00:01


Taka Yamauchi (PSD) e Ricardo Yoshio (PSDB) têm mantido pré-candidaturas a prefeito de Diadema. Mas ambos, recentemente, foram conversar com o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), sobre a possibilidade de uma aliança com objetivo de unir forças para atingir o segundo turno na corrida eleitoral diademense. Morando aposta em Yoshio, enquanto Taka se escora no trabalho feito no governo de Adler Kiko Teixeira (PSDB), em Ribeirão Pires – Kiko é afilhado político de Morando. Os dois, porém, deixaram o encontro com Morando sem esconder a chateação com o que ouviram. Morando teria dito que ter um como prefeiturável e o outro de vice não agregaria porque a eleição é em Diadema, não no bairro da Liberdade, tradicional reduto da colônia japonesa na Capital.

BASTIDORES

Visita
O deputado estadual Thiago Auricchio (PL) esteve nesta semana em Rio Grande da Serra para visitar os representantes do governo de Gabriel Maranhão (Cidadania). Esteve com a vice-prefeita Marilza de Oliveira (PSD), candidata governista à Prefeitura na eleição deste ano. Depois visitou Helenice Arruda (PL), indicada como vice na chapa. Dialogou com alguns vereadores da base. Por fim, se encontrou com Maranhão. Se colocou à disposição para ajudar o grupo durante o processo eleitoral.

Sem público
O presidente da Câmara de São Bernardo, Juarez Tudo Azul (PSDB), entrou em contato com a vigilância epidemiológica sobre a possibilidade de retomar as sessões presenciais. Mas o setor não autorizou o regresso. Assim, os trabalhos presenciais serão organizados, mas sem a participação do público.

Homenagem
A Câmara de São Bernardo aprovou a homenagem ao ex-vereador Lenildo Magdalena. O lendário parlamentar, que ficou na casa por mais de 50 anos e morreu em 2014, aos 89 anos, dará nome ao plenarinho do Legislativo. A honraria foi sugestão do vereador Eliezer Mendes (Podemos).

Pré-candidato
Ex-prefeiturável em 2016, Silvino Roque Neto, conhecido como Russo (PMN), avisou que será novamente candidato a prefeito de Diadema. Sua participação no último pleito ficou marcada por uma sabatina que ele participou. Ao ser questionado sobre quais propostas tinha para a área de desenvolvimento social, travou. Não detalhou nenhuma ideia, pediu que a pergunta fosse trocada e, sem a possibilidade, ficou em silêncio durante o período.

Resposta
O vereador Amaury Dias (PSDB), de Ribeirão Pires, entrou em contato com a coluna para esclarecer nota publicada ontem sobre sua consultoria extraoficial ao secretário de Serviços Urbanos, Ricardo Orsini. Ele assegurou que não trabalha nessa área junto ao titular da pasta e que fica sabendo das ações do setor porque “constantemente fiscalizo e acompanho os atos promovidos pelas secretarias, dispositivo presente nas prerrogativas de mandato. “Acompanho as ações não por privilégio, mas por eu estar sempre presente no cotidiano de Ribeirão Pires, para, assim, poder cumprir o meu mandato de forma integral, para o qual fui eleito. Conhecer, fiscalizar e saber com detalhes os serviços que estão sendo ou não executados à população passa por cobrar diariamente informações dos secretários municipais.”

Movimento
Em Mauá, começa a ganhar corpo um movimento de unificação de pré-candidaturas a prefeito com objetivo de evitar a polarização entre o atual prefeito da cidade, Atila Jacomussi (PSB), e o vereador Marcelo Oliveira, nome do PT na corrida eleitoral local. Por ora, cerca de 15 políticos dizem que buscarão o Paço, número esse que, até o fim da semana que vem, pode se reduzir a menos de dez. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;