Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Entidades de bairro tiram dúvidas sobre dengue


Sucena Shkrada Resk
Do Diário do Grande ABC

24/02/2002 | 19:29


  Um encontro sobre prevenção à dengue reuniu cerca de 35 líderes comunitários de associações de moradores de bairro neste domingo, na sede da Sociedade Amigos do Jardim Ipanema, em São Bernardo. Eles tiraram suas dúvidas com relação à doença com o diretor do Departamento de Vigilância à Saúde da cidade, Wagner Kuroiwa. A proposta do evento foi promover a formação de agentes multiplicadores para ampliar as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, principalmente nas regiões de mananciais.

O município é o que mais apresenta notificações de casos suspeitos no Grande ABC (112), sendo que desse total, 22 casos importados (provenientes de outros municípios) foram confirmados até a última sexta-feira.

Segundo o presidente da Sociedade Amigos de Vila Nova, José Batista de Freitas, 49 anos, o trabalho de orientação será redobrado em seu bairro, onde moram cerca de 300 pessoas. “Nosso principal problema são 30 terrenos baldios particulares. Vamos pedir a limpeza para os proprietários e que a Prefeitura faça a pulverização”, disse.

No Jardim Ipanema, por exemplo, a estratégia a ser adotada são reuniões em separado com os moradores das 23 ruas do bairro, para promover mutirões, que devem atingir 4 mil pessoas.

“A luta contra a dengue é uma questão de cidadania. É preciso destruir os focos das larvas, que são geralmente pneus, latas, garrafas ou pratinhos de vasos, onde tem água parada limpa”, explicou Kuroiwa.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Entidades de bairro tiram dúvidas sobre dengue

Sucena Shkrada Resk
Do Diário do Grande ABC

24/02/2002 | 19:29


  Um encontro sobre prevenção à dengue reuniu cerca de 35 líderes comunitários de associações de moradores de bairro neste domingo, na sede da Sociedade Amigos do Jardim Ipanema, em São Bernardo. Eles tiraram suas dúvidas com relação à doença com o diretor do Departamento de Vigilância à Saúde da cidade, Wagner Kuroiwa. A proposta do evento foi promover a formação de agentes multiplicadores para ampliar as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, principalmente nas regiões de mananciais.

O município é o que mais apresenta notificações de casos suspeitos no Grande ABC (112), sendo que desse total, 22 casos importados (provenientes de outros municípios) foram confirmados até a última sexta-feira.

Segundo o presidente da Sociedade Amigos de Vila Nova, José Batista de Freitas, 49 anos, o trabalho de orientação será redobrado em seu bairro, onde moram cerca de 300 pessoas. “Nosso principal problema são 30 terrenos baldios particulares. Vamos pedir a limpeza para os proprietários e que a Prefeitura faça a pulverização”, disse.

No Jardim Ipanema, por exemplo, a estratégia a ser adotada são reuniões em separado com os moradores das 23 ruas do bairro, para promover mutirões, que devem atingir 4 mil pessoas.

“A luta contra a dengue é uma questão de cidadania. É preciso destruir os focos das larvas, que são geralmente pneus, latas, garrafas ou pratinhos de vasos, onde tem água parada limpa”, explicou Kuroiwa.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;