Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Tempo de Quaresma

Quarenta dias dura a Quaresma...


Dom Pedro Carlos Cipollini

22/02/2016 | 07:00


Quarenta dias dura a Quaresma. Nestes dias que precedem a Páscoa, os católicos estão vivendo tempo de oração, reflexão e penitência, acompanhando Jesus Cristo, nos 40 dias (por isso Quaresma) em que ele esteve no deserto se preparando para cumprir sua missão. Por que se preparar tanto para a Páscoa? Porque a Páscoa é o centro, o núcleo da revelação de Deus a nós. Jesus, o Filho de Deus feito homem, morreu na cruz e ressuscitou. Ele entra na morte e a destrói, dando-nos a vida. Esta é nossa fé.

Nesta Quaresma, a Campanha da Fraternidade nos coloca um tema para pensar: Casa comum: responsabilidade de todos. Trata-se do cuidado com a Terra, o saneamento básico, a água e o esgoto tratado. São necessidades urgentes. Segundo estatísticas do Ministério das Cidades, disponíveis para consulta de todos, somente 42% da população tem rede de esgoto tratada. É tempo de mudar esta situação. Unir esforços de pessoas generosas e de boa vontade para transformar esta realidade.

Gostaria aqui, no entanto, de refletir com vocês sobre o tempo, já que sobre a Quaresma se faz muitas reflexões. O tempo passa, e depressa dizemos: mas que é o tempo? Considerado ontologicamente é duração, persistência no existir, pois o que não tem existência não tem duração. A duração de seres imutáveis é eternidade, a duração de seres mutáveis chamamos de tempo. Santo Agostinho, refletindo sobre o tempo, pergunta-se: “De que modo existe passado e futuro, se o passado já não existe e o futuro ainda não veio?” (Confissões,XI,14). É uma consideração filosófica.

O tempo corre, passa, vale dinheiro, dizemos. Mas quem o vende? Quem o compra? E quem perde? O que realmente existe é o presente, este é realidade e deve ser vivido intensamente. Vivemos mergulhados no tempo, mas somos nós que existimos. O que existe somos nós, que não gostamos de pensar no tempo. É incômodo. Algo nos diz que nascemos para sermos eternos, não para a morte. Muitos vivem como se fossem imortais, até o dia em que chega a morte. Saber gerir o tempo é uma arte.

Talvez a maior penitência que possamos fazer na Quaresma é pensar sobre nós mesmos, que passamos pelo tempo ao invés de pensar que o tempo é que passa. E na maioria das vezes se passa pelo tempo perdendo tempo. No nosso ambiente de trabalho, na nossa vida, nas pequenas coisas, às vezes se perde muito tempo. E se pensarmos no País? Quanta perda de tempo? Basta pensar na máquina legislativa e no sistema judicial. Quase tudo é colocado em compasso de espera. O atraso nas decisões é sempre para “ganhar tempo”. Ganhar tempo para quem? Muitas vezes é para interesses que não são de todos. Quantas vezes o egoísmo fala mais alto.

Refletindo sobre esta realidade do tempo, tirei do baú da memória alguns versos sobre ele. Recebi de um amigo e gostei, por isso partilho com vocês: “Deus pede estrita conta de meu tempo/ É forçoso do meu tempo já dar conta/ Mas como darei em tempo tanta conta/ Eu que gastei sem conta tanto tempo?/ Para ter minha conta feita a tempo/ Dado me foi bom tempo, e não fiz conta/Não quis, sobrando tempo, fazer conta/ Quero hoje fazer conta e falta tempo.

Oh! Meu Deus, vós todos que tendes tempo sem ter conta/Não gasteis esse tempo em passatempo/ Cuidai enquanto é tempo em fazer conta/ Mas, meu Deus! Se os que contam com seu tempo/ Fizessem desse tempo alguma conta/ Não choravam como eu, nesse momento derradeiro, o não ter tempo, e ter a conta!”

* Dom Pedro Carlos Cipollini é bispo diocesano de Santo André. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;