Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 19 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

São Bernardo comemora 460 anos com festa

Missa, desfile cívico com autoridades e shows de samba e pagode marcaram aniversário da cidade


Cadu Proieti
Rafael Ribeiro

21/08/2013 | 07:00


São Bernardo comemorou ontem aniversário de 460 anos com atividades para todos os gostos. Houve missa, desfile cívico e shows, que lotaram o estacionamento do Ginásio Poliesportivo.

Os festejos tiveram início às 8h, com procissão saindo do Paço Municipal até a Igreja Matriz. Após a caminhada dos fiéis, o bispo dom Nelson Westrupp, da diocese de Santo André – que responde pelas sete cidades –, celebrou missa em homenagem ao município. O ato religioso reuniu cerca de 500 pessoas.

Por volta das 11h, teve início desfile cívico militar na Rua Marechal Deodoro. O evento foi aberto pelo prefeito Luiz Marinho (PT) e o vice Frank Aguiar (PMDB), que percorreram a via em carro oficial do Exército junto com lideranças militares. De acordo com a Prefeitura, cerca de 20 mil pessoas assistiram a apresentação, que foi encerrada por volta das 13h30.

Equipes da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, GCM (Guarda Civil Municipal), além de fanfarras escolares, também desfilaram pela tradicional avenida do comércio central da cidade.

Marinho comemorou o fato de que os cidadãos estão cuidando mais do município. “Agradeço a população pela mudança de comportamento. Já temos experiência de praças que a comunidade toma conta, locais que tinham presença de usuários de drogas e hoje têm crianças. Essas transformações vão além dos investimentos.”

SHOWS

Dando sequência à série de shows marcados pela Prefeitura para os festejos da cidade, cerca de 13 mil pessoas, segundo os organizadores, a maioria jovens, foram assistir aos 12 grupos de pagode e samba que se apresentaram durante todo o dia.

“Aprovetei que é feriado e vim aqui curtir”, disse a dona de casa Luana Medeiros Silva, 21 anos, que levou o filho, Pierre, 6. “Ele adora pagode, liga o rádio e fica dançando. Por isso eu trouxe”, completou.

O ambiente colaborou. Segundo a Polícia Militar, nenhuma ocorrência havia sido registrada. Os shows continuam até dia 8.

Médicos contratados assinam ponto, mas não trabalham

Médicos contratados pela Prefeitura de São Bernardo assinam o ponto de entrada e saída do serviço, mas raramente são vistos no setor de recursos humanos, onde trabalham. A denúncia foi feita ontem, dia do aniversário da cidade, pela Rádio Bandeirantes.

Durante um mês, o apresentador Agostinho Teixeira tentou, sem sucesso, encontrar os profissionais do chamado departamento de gestão de pessoas, onde eles deveriam atuar. Os médicos Sandra Ferreira de Pinho, Vanessa Renque, Eduardo Pera e Francisco Vieira César não foram localizados neste período, tampouco Sandra Consuelo da Cruz,chefe do departamento.

Apesar das fichas de presença assinadas, indicando a frequência, apenas Sandra Ferreira de Pinho foi encontrada, só que fora da Prefeitura, numa clínica particular, no momento em que deveria estar no serviço público, por volta das 14h. (da Redação) 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Bernardo comemora 460 anos com festa

Missa, desfile cívico com autoridades e shows de samba e pagode marcaram aniversário da cidade

Cadu Proieti
Rafael Ribeiro

21/08/2013 | 07:00


São Bernardo comemorou ontem aniversário de 460 anos com atividades para todos os gostos. Houve missa, desfile cívico e shows, que lotaram o estacionamento do Ginásio Poliesportivo.

Os festejos tiveram início às 8h, com procissão saindo do Paço Municipal até a Igreja Matriz. Após a caminhada dos fiéis, o bispo dom Nelson Westrupp, da diocese de Santo André – que responde pelas sete cidades –, celebrou missa em homenagem ao município. O ato religioso reuniu cerca de 500 pessoas.

Por volta das 11h, teve início desfile cívico militar na Rua Marechal Deodoro. O evento foi aberto pelo prefeito Luiz Marinho (PT) e o vice Frank Aguiar (PMDB), que percorreram a via em carro oficial do Exército junto com lideranças militares. De acordo com a Prefeitura, cerca de 20 mil pessoas assistiram a apresentação, que foi encerrada por volta das 13h30.

Equipes da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, GCM (Guarda Civil Municipal), além de fanfarras escolares, também desfilaram pela tradicional avenida do comércio central da cidade.

Marinho comemorou o fato de que os cidadãos estão cuidando mais do município. “Agradeço a população pela mudança de comportamento. Já temos experiência de praças que a comunidade toma conta, locais que tinham presença de usuários de drogas e hoje têm crianças. Essas transformações vão além dos investimentos.”

SHOWS

Dando sequência à série de shows marcados pela Prefeitura para os festejos da cidade, cerca de 13 mil pessoas, segundo os organizadores, a maioria jovens, foram assistir aos 12 grupos de pagode e samba que se apresentaram durante todo o dia.

“Aprovetei que é feriado e vim aqui curtir”, disse a dona de casa Luana Medeiros Silva, 21 anos, que levou o filho, Pierre, 6. “Ele adora pagode, liga o rádio e fica dançando. Por isso eu trouxe”, completou.

O ambiente colaborou. Segundo a Polícia Militar, nenhuma ocorrência havia sido registrada. Os shows continuam até dia 8.

Médicos contratados assinam ponto, mas não trabalham

Médicos contratados pela Prefeitura de São Bernardo assinam o ponto de entrada e saída do serviço, mas raramente são vistos no setor de recursos humanos, onde trabalham. A denúncia foi feita ontem, dia do aniversário da cidade, pela Rádio Bandeirantes.

Durante um mês, o apresentador Agostinho Teixeira tentou, sem sucesso, encontrar os profissionais do chamado departamento de gestão de pessoas, onde eles deveriam atuar. Os médicos Sandra Ferreira de Pinho, Vanessa Renque, Eduardo Pera e Francisco Vieira César não foram localizados neste período, tampouco Sandra Consuelo da Cruz,chefe do departamento.

Apesar das fichas de presença assinadas, indicando a frequência, apenas Sandra Ferreira de Pinho foi encontrada, só que fora da Prefeitura, numa clínica particular, no momento em que deveria estar no serviço público, por volta das 14h. (da Redação) 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;