Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 17 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Os tempos são outros


Beto Silva
Do Diário do Grande ABC

30/05/2013 | 07:08


Quem nunca ouviu a expressão 'política é igual nuvem, pois cada hora tem uma formação diferente'? Para o prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), as nuvens mudaram. Até 2011, vivia em crise com o ex-chefe do Executivo José Augusto da Silva Ramos (PSDB). Uma das brigas ocasionou a saída de Lauro do tucanato e consequente entrada na trincheira verde para disputar o Paço no ano passado. Do outro lado da eleição estava Zé Augusto, que colocou sua mulher, Maridite, na cabeça da chapa tucana na disputa pela Prefeitura. Chegaram a trocar algumas farpas, mas nada traumático. Estavam mais interessados mesmo em quebrar a hegemonia do PT, que já durava 30 anos no poder da cidade. No segundo turno do pleito caminharam juntos. Naquele momento a composição das nuvens começou a alterar. Com a vitória de Lauro, Zé Augusto, que conquistou uma cadeira na Câmara, foi chamado pelo verde para ser secretário de Saúde. Hoje, Lauro faz questão de ressaltar: a sintonia é tão boa que basta olhar para o tucano para ele saber o que quer e o que está acontecendo. A aproximação entre os ex-desafetos teve seu ápice na segunda-feira, quando o governador Geraldo Alckmin (PSDB) esteve em Diadema. Em seu discurso, Lauro afirmou que Zé Augusto é decisivo no governo, como o jogador Romário foi para a Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1994, quando conquistou o tetracampeonato. Os tempos são realmente, outros tanto na política de Diadema quanto no selecionado canarinho...

Atrito
A audiência pública sobre as finanças do primeiro quadrimestre da Prefeitura de São Caetano foi marcada por discussão entre os vereadores Jorge Salgado (PTB) e Fábio Soares (PSD). O petebista indagou a técnica do Paço que explanava sobre a planilha financeira se o governo estava recebendo verba de emendas parlamentares, já que a administração está sem a CND (Certidão Negativa de Débito). Ela não soube dar a resposta. O questionamento resvalou no pessedista, que na semana passada afirmou que o remanejamento da tubulação de águas pluviais no bairro Boa Vista estava sendo executado com emenda do deputado estadual Alex Manente (PPS). “A Prefeitura não pode ser balcão de negócios”, criticou Salgado, sobre a informação equivocada divulgada por Soares.

Moral na rede
O deputado federal William Dib (PSDB) tem diversos projetos bem avaliados por internautas no site www.votenaweb.com.br. Nele, são apresentadas as proposituras e o cidadão vota a favor ou contra, como se fosse um parlamentar. O projeto 263/2011 do tucano, que torna obrigatória a presença de dentistas nos hospitais, recebeu a aprovação de 60% dos internautas. “Muitos problemas apontados como infecções generalizadas ou infecções hospitalares e até em casos de pneumonia são decorrentes de infecções bucais. Com a presença do profissional de odontologia, esses casos diminuirão drasticamente, preservando a saúde do paciente”, defende Dib. O Hospital Heliópolis é um dos pioneiros no Estado de São Paulo a implantar esse serviço.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Os tempos são outros

Beto Silva
Do Diário do Grande ABC

30/05/2013 | 07:08


Quem nunca ouviu a expressão 'política é igual nuvem, pois cada hora tem uma formação diferente'? Para o prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), as nuvens mudaram. Até 2011, vivia em crise com o ex-chefe do Executivo José Augusto da Silva Ramos (PSDB). Uma das brigas ocasionou a saída de Lauro do tucanato e consequente entrada na trincheira verde para disputar o Paço no ano passado. Do outro lado da eleição estava Zé Augusto, que colocou sua mulher, Maridite, na cabeça da chapa tucana na disputa pela Prefeitura. Chegaram a trocar algumas farpas, mas nada traumático. Estavam mais interessados mesmo em quebrar a hegemonia do PT, que já durava 30 anos no poder da cidade. No segundo turno do pleito caminharam juntos. Naquele momento a composição das nuvens começou a alterar. Com a vitória de Lauro, Zé Augusto, que conquistou uma cadeira na Câmara, foi chamado pelo verde para ser secretário de Saúde. Hoje, Lauro faz questão de ressaltar: a sintonia é tão boa que basta olhar para o tucano para ele saber o que quer e o que está acontecendo. A aproximação entre os ex-desafetos teve seu ápice na segunda-feira, quando o governador Geraldo Alckmin (PSDB) esteve em Diadema. Em seu discurso, Lauro afirmou que Zé Augusto é decisivo no governo, como o jogador Romário foi para a Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1994, quando conquistou o tetracampeonato. Os tempos são realmente, outros tanto na política de Diadema quanto no selecionado canarinho...

Atrito
A audiência pública sobre as finanças do primeiro quadrimestre da Prefeitura de São Caetano foi marcada por discussão entre os vereadores Jorge Salgado (PTB) e Fábio Soares (PSD). O petebista indagou a técnica do Paço que explanava sobre a planilha financeira se o governo estava recebendo verba de emendas parlamentares, já que a administração está sem a CND (Certidão Negativa de Débito). Ela não soube dar a resposta. O questionamento resvalou no pessedista, que na semana passada afirmou que o remanejamento da tubulação de águas pluviais no bairro Boa Vista estava sendo executado com emenda do deputado estadual Alex Manente (PPS). “A Prefeitura não pode ser balcão de negócios”, criticou Salgado, sobre a informação equivocada divulgada por Soares.

Moral na rede
O deputado federal William Dib (PSDB) tem diversos projetos bem avaliados por internautas no site www.votenaweb.com.br. Nele, são apresentadas as proposituras e o cidadão vota a favor ou contra, como se fosse um parlamentar. O projeto 263/2011 do tucano, que torna obrigatória a presença de dentistas nos hospitais, recebeu a aprovação de 60% dos internautas. “Muitos problemas apontados como infecções generalizadas ou infecções hospitalares e até em casos de pneumonia são decorrentes de infecções bucais. Com a presença do profissional de odontologia, esses casos diminuirão drasticamente, preservando a saúde do paciente”, defende Dib. O Hospital Heliópolis é um dos pioneiros no Estado de São Paulo a implantar esse serviço.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;