Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Exposição em Londres revela os segredos de Monet


Da AFP

13/03/2007 | 17:05


Apesar de Claude Monet ser um dos artistas mais conhecidos e estudados do mundo, Londres quer mudar a visão que se tem do pintor: uma exposição revela que, além de conjugar como ninguém a luz e a cor, ele foi um obcecado pelo desenho. 'O Monet desconhecido - pinturas a pastel e desenhos', que será inaugurada no sábado na Royal Academy até 17 de junho, inclui várias obras de algumas das séries mais famosas do artista impressionista, como 'as ninféias', que são instantaneamente reconhecidas em todo o mundo por seu colorido único.

Mas a originalidade desta pequena exposição consiste em "demonstrar que Monet viveu toda a vida obcecado pelo desenho e que o pintor também foi um grande desenhista", disse James H. Ganz, um dos curadores da mostra, que inclui outras 80 obras provenientes de museus da Europa, dos Estados Unidos e do Japão. "Apresento-lhes Oscar Monet", exclamou Ganz, ao revelar para a imprensa uma série de caricaturas que demonstram o domínio excepcional do traço que tinha desde jovem o artista nascido em 1840 em Paris e criado na Normandia (norte da França), onde morreu em 1922, transformado em um mestre mundialmente consagrado.

Monet, que assinou estas caricaturas como seu primeiro nome, Oscar, que depois abandonou, precisava vender suas obras para sobreviver, o que não ocorria com outros artistas como Manet e Degas, que vinham de famílias abastadas. "E essas caricaturas lhe deram fama e fortuna", disse Ganz. Monet economizou o dinheiro ganho com suas caricaturas e partiu com destino a Paris, em 1860, onde sua primeira obra publicada foi justamente uma caricatura.

Outro curador da mostra, Richard Kendall, disse que Monet preferiu sempre deixar no silêncio a obsessão febril que tinha desde criança com o desenho e não falar de seus trabalhos gráficos. "Queria projetar uma imagem de artista espontâneo, que pintava os reflexos da luz na natureza", explicou Kendall.

Mas a verdade é que Monet desenhou durante todas as etapas de sua longa carreira, dos cadernos que enchia em sua adolescência na Normandia, passando por gravuras e caricaturas satíricas, até suas paisagens do rio Tâmisa, em Londres, onde se fundiam cores e linhas, disse. Kendall enfatizou ainda que "outro dos grandes segredos" de Monet são suas pinturas a pastel, razão pela qual a mostra também se centra neste aspecto pouco conhecido de sua obra.

Monet exibiu ainda sete de suas pinturas a pastel no primeiro Salão Impressionista, em 1860, em Paris, onde apresentou também o famoso óleo "Impression, soleil levant" (Impressão, amanhecer), que deu nome a um dos movimentos mais famosos da história da arte: o impressionismo.



','') -->


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Exposição em Londres revela os segredos de Monet

Da AFP

13/03/2007 | 17:05


Apesar de Claude Monet ser um dos artistas mais conhecidos e estudados do mundo, Londres quer mudar a visão que se tem do pintor: uma exposição revela que, além de conjugar como ninguém a luz e a cor, ele foi um obcecado pelo desenho. 'O Monet desconhecido - pinturas a pastel e desenhos', que será inaugurada no sábado na Royal Academy até 17 de junho, inclui várias obras de algumas das séries mais famosas do artista impressionista, como 'as ninféias', que são instantaneamente reconhecidas em todo o mundo por seu colorido único.

Mas a originalidade desta pequena exposição consiste em "demonstrar que Monet viveu toda a vida obcecado pelo desenho e que o pintor também foi um grande desenhista", disse James H. Ganz, um dos curadores da mostra, que inclui outras 80 obras provenientes de museus da Europa, dos Estados Unidos e do Japão. "Apresento-lhes Oscar Monet", exclamou Ganz, ao revelar para a imprensa uma série de caricaturas que demonstram o domínio excepcional do traço que tinha desde jovem o artista nascido em 1840 em Paris e criado na Normandia (norte da França), onde morreu em 1922, transformado em um mestre mundialmente consagrado.

Monet, que assinou estas caricaturas como seu primeiro nome, Oscar, que depois abandonou, precisava vender suas obras para sobreviver, o que não ocorria com outros artistas como Manet e Degas, que vinham de famílias abastadas. "E essas caricaturas lhe deram fama e fortuna", disse Ganz. Monet economizou o dinheiro ganho com suas caricaturas e partiu com destino a Paris, em 1860, onde sua primeira obra publicada foi justamente uma caricatura.

Outro curador da mostra, Richard Kendall, disse que Monet preferiu sempre deixar no silêncio a obsessão febril que tinha desde criança com o desenho e não falar de seus trabalhos gráficos. "Queria projetar uma imagem de artista espontâneo, que pintava os reflexos da luz na natureza", explicou Kendall.

Mas a verdade é que Monet desenhou durante todas as etapas de sua longa carreira, dos cadernos que enchia em sua adolescência na Normandia, passando por gravuras e caricaturas satíricas, até suas paisagens do rio Tâmisa, em Londres, onde se fundiam cores e linhas, disse. Kendall enfatizou ainda que "outro dos grandes segredos" de Monet são suas pinturas a pastel, razão pela qual a mostra também se centra neste aspecto pouco conhecido de sua obra.

Monet exibiu ainda sete de suas pinturas a pastel no primeiro Salão Impressionista, em 1860, em Paris, onde apresentou também o famoso óleo "Impression, soleil levant" (Impressão, amanhecer), que deu nome a um dos movimentos mais famosos da história da arte: o impressionismo.



','') -->

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;