Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Após briga, pai mata
filho na Zona Norte

Daniel de Oliveira derrubou o filho, Renan Ramos Silva de
Oliveira, 19, que bateu a cabeça contra uma mureta e morreu



13/03/2012 | 05:32


Uma briga familiar terminou em tragédia, na noite de ontem, depois que o pedreiro Daniel de Oliveira, de 40 anos, derrubou o filho, Renan Ramos Silva de Oliveira, de 19 anos, que bateu a cabeça contra uma mureta e acabou morrendo. Daniel foi preso depois de fugir do local do crime.

 

Parentes contaram à Polícia Militar que Daniel e Renan brigavam com frequência. Neste dia, o pedreiro voltou para casa, por volta das 19h, após beber em um bar. Estavam na residência, no Jardim Elisa Maria, zona norte de São Paulo, também a mãe de Renan e a irmã, de 14 anos. Ele teria perguntado para o filho se ele havia pegado um computador, que teria prometido buscar na loja. Renan teria respondido negativamente, o que deu início à briga. O pai partiu para a agressão física, com socos e pontapés.

 

Em determinado momento Renan foi para a varanda da casa. Daniel ameaçou pegar uma faca na cozinha, mas desistiu depois de interferência da mulher. Ele então foi para fora da casa e voltou a lutar com o filho. Daniel o derrubou, quando então Renan bateu a cabeça em uma mureta. O pedreiro fugiu em seguida.

 

Levado para o Hospital Cachoeirinha, Renan morreu. Daniel foi preso na entrada do hospital. O caso foi encaminhado ao 72º Distrito Policial (DP). O pedreiro será indiciado por lesão corporal seguida de morte.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Após briga, pai mata
filho na Zona Norte

Daniel de Oliveira derrubou o filho, Renan Ramos Silva de
Oliveira, 19, que bateu a cabeça contra uma mureta e morreu


13/03/2012 | 05:32


Uma briga familiar terminou em tragédia, na noite de ontem, depois que o pedreiro Daniel de Oliveira, de 40 anos, derrubou o filho, Renan Ramos Silva de Oliveira, de 19 anos, que bateu a cabeça contra uma mureta e acabou morrendo. Daniel foi preso depois de fugir do local do crime.

 

Parentes contaram à Polícia Militar que Daniel e Renan brigavam com frequência. Neste dia, o pedreiro voltou para casa, por volta das 19h, após beber em um bar. Estavam na residência, no Jardim Elisa Maria, zona norte de São Paulo, também a mãe de Renan e a irmã, de 14 anos. Ele teria perguntado para o filho se ele havia pegado um computador, que teria prometido buscar na loja. Renan teria respondido negativamente, o que deu início à briga. O pai partiu para a agressão física, com socos e pontapés.

 

Em determinado momento Renan foi para a varanda da casa. Daniel ameaçou pegar uma faca na cozinha, mas desistiu depois de interferência da mulher. Ele então foi para fora da casa e voltou a lutar com o filho. Daniel o derrubou, quando então Renan bateu a cabeça em uma mureta. O pedreiro fugiu em seguida.

 

Levado para o Hospital Cachoeirinha, Renan morreu. Daniel foi preso na entrada do hospital. O caso foi encaminhado ao 72º Distrito Policial (DP). O pedreiro será indiciado por lesão corporal seguida de morte.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;