Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 30 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Argentina pede desconto de 75% no pagamento de dívida


Do Diário OnLine

22/09/2003 | 12:07


O governo argentino ofereceu nesta segunda-feira aos credores uma redução de 75% no valor de sua dívida privada, que totaliza US$ 94,3 bilhões, para retomar os pagamentos suspensos desde dezembro de 2001. A proposta foi anunciada, em Dubai (Emirados Árabes Unidos), pelo ministro da Economia, Roberto Lavagna, onde acontece a reunião do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Com isso, os credores só receberão 25% do valor dos bônus que estão em seu poder. De acordo com o secretário de Finanças argentino, Guillermo Nielsen, o programa de reestruturação, que deve ser concluído em meados de 2004, atingirá cerca de 53% da dívida total do país.

Pela proposta, o país não pagará os juros atrasados até a data de assinatura dos acordos com os credores. Lavagna justificou que o plano de reestruturação foi apresentado porque não há possibilidade de que o país faça o pagamento efetivo de suas dívidas nos próximos 12 meses.

Bônus - Pelo programa, os credores poderão optar pela troca dos papéis em seu poder por três novos tipos de bônus. São eles: um de desconto, com redução do valor nominal em 75%; bônus Par, com maior prazo de vencimento e uma menor redução do valor de face; e bônus C, que prevê um aporte de fundos. Além disso, os bônus poderão ser em quatro moedas: dólar, euro, iene e os pesos indexados.

“Todos os credores vão ser tratados de forma igual. Ninguém vai pagar comissão para receber tratamento especial”, disse Lavagna.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;