Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 10 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Rua concentra problemas no Baeta Neves, em S.Bernardo

Denis Maciel/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Moradores dizem que incômodos incluem lixo, furtos, usuários de droga e rio poluído


Bianca Barbosa

25/07/2018 | 07:00


A melhor definição para a Rua dos Cristais, no Baeta Neves, em São Bernardo, é a da auxiliar de limpeza Veneranda Vilas Boas, 62 anos: “Uma vergonha”. Na via, que abriga seis blocos de moradias populares, dezenas de problemas são encontrados, como o odor característico do esgoto que passa pelo córrego, descarte irregular de lixo no começo da via, furtos de botijão de gás, mato alto nos arredores do terreno e falta de Segurança.

Há seis anos, cerca de 26 famílias lidam diariamente com a sujeira e mau cheiro de pequeno córrego que corre próximo à via. “Sempre foi esse fedor, principalmente porque jogam lixo e esgoto aqui”, disse a diarista Maria de Lourdes da Silva, 45. As crianças são as que mais sofrem, porque não têm onde brincar e ficam expostas a bichos e doenças típicas de onde há esgoto. Como se não bastasse, ao lado dos prédios matagal cresce. Segundo o síndico Júlio César Sotto Mayor, 50, os pais até preferem que as crianças brinquem no asfalto do que ali, porque “o mato é tão alto que dá até para alguém se esconder, fora os usuários de droga que estão sempre lá”, contou.

Edna Barroso da Silva, 39, que está desempregada, disse que deixar a porta aberta não é costume nos prédios, devido à falta de Segurança. “Agora tem uma lei que não podemos deixar o botijão de gás dentro de casa, então ficam na parte de trás dos prédios. Só que aí roubam. Semana passada levaram de uma mulher. Outro morador disse que teve a bicicleta roubada por não poder colocar dentro de casa.”

A maioria dos moradores se incomoda com a presença de usuários de droga. Em imóvel irregular no começo da via, um cômodo é usado, entre outras coisas, por usuários de drogas e despejo de lixo. “Sente o cheiro, esse lugar é um nojo”, disse Maria de Lourdes, sobre o local, repleto de sacos de lixo. Ao lado da casa, uma lixeira é usada como banheiro. 

Os bichos que aparecem por causa do mato ou levados por enchentes quando chove são até um problema menor, dizem moradores. “Aranhas, ratos, pernilongos e até cobra já vimos por aqui. Os moradores estão desesperados”, disse Sotto Mayor.

SEM BOLETINS

Em nota, o 6º DP de São Bernardo informou que não há registro dos casos relatados pelos moradores, e reitera a importância do registro de boletim de ocorrência. “Em maio, as ações integradas entre as polícias Civil e Militar resultaram na prisão de 96 pessoas envolvidas em crimes contra o patrimônio e na redução de 4,30% nos roubos e de 4,30% nos furtos na região do Baeta Neves.”

Além de todos os problemas citados, desde que foram morar no local, os munícipes dizem nunca ter visto um varredor de rua na via. “Eles passam lá na Rua dos Vianas, mas não entram aqui”, disse Veneranda. 

A Prefeitura informou, em nota, que o local é atendido por cronograma preestabelecido pelo Departamento de Limpeza Urbana. “O córrego sofre com lançamentos irregulares de esgoto. Cabe à Sabesp fiscalizar o local. A administração fará o apontamento da situação. Quanto às lixeiras, a empresa responsável pelo serviço será notificada, para realização de vistoria e adequação dos coletores.”  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Rua concentra problemas no Baeta Neves, em S.Bernardo

Moradores dizem que incômodos incluem lixo, furtos, usuários de droga e rio poluído

Bianca Barbosa

25/07/2018 | 07:00


A melhor definição para a Rua dos Cristais, no Baeta Neves, em São Bernardo, é a da auxiliar de limpeza Veneranda Vilas Boas, 62 anos: “Uma vergonha”. Na via, que abriga seis blocos de moradias populares, dezenas de problemas são encontrados, como o odor característico do esgoto que passa pelo córrego, descarte irregular de lixo no começo da via, furtos de botijão de gás, mato alto nos arredores do terreno e falta de Segurança.

Há seis anos, cerca de 26 famílias lidam diariamente com a sujeira e mau cheiro de pequeno córrego que corre próximo à via. “Sempre foi esse fedor, principalmente porque jogam lixo e esgoto aqui”, disse a diarista Maria de Lourdes da Silva, 45. As crianças são as que mais sofrem, porque não têm onde brincar e ficam expostas a bichos e doenças típicas de onde há esgoto. Como se não bastasse, ao lado dos prédios matagal cresce. Segundo o síndico Júlio César Sotto Mayor, 50, os pais até preferem que as crianças brinquem no asfalto do que ali, porque “o mato é tão alto que dá até para alguém se esconder, fora os usuários de droga que estão sempre lá”, contou.

Edna Barroso da Silva, 39, que está desempregada, disse que deixar a porta aberta não é costume nos prédios, devido à falta de Segurança. “Agora tem uma lei que não podemos deixar o botijão de gás dentro de casa, então ficam na parte de trás dos prédios. Só que aí roubam. Semana passada levaram de uma mulher. Outro morador disse que teve a bicicleta roubada por não poder colocar dentro de casa.”

A maioria dos moradores se incomoda com a presença de usuários de droga. Em imóvel irregular no começo da via, um cômodo é usado, entre outras coisas, por usuários de drogas e despejo de lixo. “Sente o cheiro, esse lugar é um nojo”, disse Maria de Lourdes, sobre o local, repleto de sacos de lixo. Ao lado da casa, uma lixeira é usada como banheiro. 

Os bichos que aparecem por causa do mato ou levados por enchentes quando chove são até um problema menor, dizem moradores. “Aranhas, ratos, pernilongos e até cobra já vimos por aqui. Os moradores estão desesperados”, disse Sotto Mayor.

SEM BOLETINS

Em nota, o 6º DP de São Bernardo informou que não há registro dos casos relatados pelos moradores, e reitera a importância do registro de boletim de ocorrência. “Em maio, as ações integradas entre as polícias Civil e Militar resultaram na prisão de 96 pessoas envolvidas em crimes contra o patrimônio e na redução de 4,30% nos roubos e de 4,30% nos furtos na região do Baeta Neves.”

Além de todos os problemas citados, desde que foram morar no local, os munícipes dizem nunca ter visto um varredor de rua na via. “Eles passam lá na Rua dos Vianas, mas não entram aqui”, disse Veneranda. 

A Prefeitura informou, em nota, que o local é atendido por cronograma preestabelecido pelo Departamento de Limpeza Urbana. “O córrego sofre com lançamentos irregulares de esgoto. Cabe à Sabesp fiscalizar o local. A administração fará o apontamento da situação. Quanto às lixeiras, a empresa responsável pelo serviço será notificada, para realização de vistoria e adequação dos coletores.”  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;