Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

São Bernardo garante Arena

Prefeitura promete seguir com equipes de ginástica e de atletismo mesmo sem a verba proveniente da Caixa


Anderson Fattori

10/05/2018 | 07:00


São Bernardo vai seguir com equipes competitivas e de base de ginástica e de atletismo mesmo que fique sem o patrocínio da Caixa. É o que garante a Secretaria de Esporte e Lazer ao Diário. O plano B é buscar outro parceiro. Caso não consiga, a cidade vai financiar as modalidades com recursos próprios.

O banco informou que não irá renovar o contrato de R$ 1,8 milhão com o município, válido até 23 de agosto. A justificativa da Caixa é que se trata de decisão estratégica e de revisão orçamentária, ou seja, não tem relação com os supostos casos de abuso sexual cometidos pelo técnico Fernando de Carvalho Lopes, afastado da equipe são-bernardense em 2016, desde que surgiram as primeiras denúncias.

A informação traz alívio para 700 atletas que dependem desta parceria – 500 da ginástica e 200 do atletismo. “Até o momento, a administração não recebeu nenhuma notificação oficial do banco sobre a manutenção ou não do convênio, mas acredita na renovação do novo ciclo de patrocínio considerando a importância do projeto para o Esporte do Grande ABC e do Brasil, em que grandes atletas olímpicos, campeões mundiais, estão inseridos, os quais representam inclusive as Seleções Brasileiras de suas respectivas modalidades. Além do incentivo aos atletas que estão na formação de base, que querem competir profissionalmente no futuro e têm como exemplo estes nomes do esporte treinando junto deles, diariamente. Caso haja rescisão contratual, a Prefeitura garante que dará seguimento ao programa de treinamento, mesmo que com recursos próprios”, diz a nota.

Além de manter financeiramente as equipes, a verba da Caixa é usada pelo município para manutenção e desenvolvimento esportivo dos centros de atletismo e de ginástica, situados no terreno do antigo clube da Volks, no Jardim Irajá. Os locais, aliás, levam o nome da instituição financeira, os chamados naming rights.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Bernardo garante Arena

Prefeitura promete seguir com equipes de ginástica e de atletismo mesmo sem a verba proveniente da Caixa

Anderson Fattori

10/05/2018 | 07:00


São Bernardo vai seguir com equipes competitivas e de base de ginástica e de atletismo mesmo que fique sem o patrocínio da Caixa. É o que garante a Secretaria de Esporte e Lazer ao Diário. O plano B é buscar outro parceiro. Caso não consiga, a cidade vai financiar as modalidades com recursos próprios.

O banco informou que não irá renovar o contrato de R$ 1,8 milhão com o município, válido até 23 de agosto. A justificativa da Caixa é que se trata de decisão estratégica e de revisão orçamentária, ou seja, não tem relação com os supostos casos de abuso sexual cometidos pelo técnico Fernando de Carvalho Lopes, afastado da equipe são-bernardense em 2016, desde que surgiram as primeiras denúncias.

A informação traz alívio para 700 atletas que dependem desta parceria – 500 da ginástica e 200 do atletismo. “Até o momento, a administração não recebeu nenhuma notificação oficial do banco sobre a manutenção ou não do convênio, mas acredita na renovação do novo ciclo de patrocínio considerando a importância do projeto para o Esporte do Grande ABC e do Brasil, em que grandes atletas olímpicos, campeões mundiais, estão inseridos, os quais representam inclusive as Seleções Brasileiras de suas respectivas modalidades. Além do incentivo aos atletas que estão na formação de base, que querem competir profissionalmente no futuro e têm como exemplo estes nomes do esporte treinando junto deles, diariamente. Caso haja rescisão contratual, a Prefeitura garante que dará seguimento ao programa de treinamento, mesmo que com recursos próprios”, diz a nota.

Além de manter financeiramente as equipes, a verba da Caixa é usada pelo município para manutenção e desenvolvimento esportivo dos centros de atletismo e de ginástica, situados no terreno do antigo clube da Volks, no Jardim Irajá. Os locais, aliás, levam o nome da instituição financeira, os chamados naming rights.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;