Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 10 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Marcas japonesas de Santo André, ontem e hoje

O jardim japonês da colônia de Santo André hoje fica no Parque do Pedroso. Quase 60 anos atrás ficava na Fazenda da Juta, no Parque Novo Oratório


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

10/05/2011 | 00:00


O jardim japonês da colônia de Santo André hoje fica no Parque do Pedroso. Quase 60 anos atrás ficava na Fazenda da Juta, no Parque Novo Oratório, como mostra esta foto enviada pelo cronista andreense José Bueno Lima.

A segunda foto, do jardim japonês hoje, faz parte da exposição comemorativa aos 30 anos de irmanamento das cidades irmãs Santo André & Takasaki, que pode ser vista na Casa da Palavra: Praça do Carmo, 71.

Passeio ao Niponsô
Texto: José Bueno Lima

A foto foi tirada por volta de 1953, 1954. O recanto era belíssimo. Havia monumentos, templos, árvores cultivadas em miniaturas. Apesar de não conhecer o Japão, acredito que ali deveria ser uma réplica daquele país.

Nesse local, em 1958, no cinquentenário da imigração japonesa, realizou-se um grande almoço. No dia em que o Brasil conquistou a Copa do Mundo, na Suécia. Estive lá nessa ocasião.

O que pôde ser preservado, foi levado para a cidade de Arujá, onde se construiu um recanto igual. Na foto, está o Eurico Martin, o amigo artista plástico. Estou meio escondido, ao lado dele. Tinha por volta de 16 a 17 anos. Atrás, sentado à direita, está meu saudoso irmão Sebastião. O da direita, sentado abaixo, se não me engano, era um bom amigo, que jogava conosco no Palestra da Vila Sapo. Seu apelido era Brela. O outro, não sei de quem se trata.

A foto foi tirada num domingo, quando fomos passear no Niponsô, como era chamado, num velho Chevrolet 1939, que meu pai havia comprado. Esse monumento, foi construído em homenagem aos integrantes líderes da colônia japonesa em Santo André, e a alguns brasileiros benquistos pelos nipônicos. Os nomes desses todos constavam gravados na lápide. O do meu pai Antonio de Lima era um deles.

Década de 1970: a primeira promoção
Texto: Débora de Lima Gonçalves Antelmo
 

Segundo capítulo da história de Nelson Marcos Beraldo, 50 anos de atuação no Colégio Clovis Bevilacqua, em Santo André (1961-2011).

Anos difíceis. Mesmo assim, a escola cresceu. Novos cursos foram criados. Nosso amigo, continuou trabalhando. De auxiliar tornou-se secretário. Teve o Sr. Serafim Tavarone como seu grande chefe, instrutor e amigo e na dona Maria Teixeira Tavarone um exemplo de educadora. Foram os mantenedores da escola.

Nesse período, sua vida pessoal também se transformou. Casou-se em 1973 com nossa amiga Irani, formada nessa escola. Em 1977 o casal foi presenteado pelo primeiro filho, tão esperado, que não poderia ser diferente: recebeu o nome de um comandante romano, Marco Aurélio.

DIÁRIO HÁ 30 ANOS

Domingo, 10 de maio de 1981 

Manchete - Hospital de Clínicas de Santo André estás com suas obras paradas. Eram as estruturas do atual Hospital Mário Covas.

Diadema - Em protesto contra acidentes moradores interditam Avenida Alda, em Diadema.

Combustíveis (Reportagem de Roberto Gazzi, com fotos de Dorival de Almeida) - Em estudo no Instituto Mauá de Tecnologia, em São Caetano, nova opção: metanol, um substituto para o diesel? 

EM 10 DE MAIO DE... 

1871 - Correio Paulistano noticia a morte do alferes Francisco Martins Bonilha, grande proprietário de terras na Freguesia de São Bernardo. 

1911 - Padre Fiorente Elena nasce na Itália. Um dos personagens religiosos mais importantes da história do Grande ABC no século 20. 

1941 - Paulo Rossi inaugura a ‘Casa dos Óculos', a primeira casa especializada em aviamento de óculos de Santo André. Fonte: Octaviano Gaiarsa, A Cidade que Dormiu Três Séculos (1968, p. 135). 

1971 - Professor Euryclides de Jesus Zerbini ministra aula sobre trombose das coronárias na Fundação Universitária do ABC. 

HOJE 

Dia da Cozinheira, Dia do Guia de Turismo, Dia da Cavalaria e Dia do Campo.

TRABALHADORES

Nascem em 10 de maio: 

1895 - Eugênio Cornélio, de Jaú. Industriário da Rhodia. Residia na Avenida Dom Pedro II.

1897 - Francisco Demarchi, de Pedreira (SP). Industriário da Rhodia. Residia à Rua Fernando Prestes.

1914 - Semme Vanuchi, de Paranapiacaba. Ajudante de caminhões da Atantis. Residia na Rua Bolívia, 396.

Fonte: 1º livro geral de registro de associados do Sindicato dos Químicos do ABC.

SANTOS DO DIA 

Alfio, Antonino de Florença, Blanda, Damião de Molokai, Isidoro, João de Ávila, Nazário, Solange.

Josef de Veuster-Wouters, o São Damião de Molokai (1840 - 1889), foi um padre belga que atuou na ilha de Molokai, no Havaí, onde eram deixados doentes de lepra.

Fontes: Folhinha do Sagrado Coração de Jesus, Vozes, 2011; site: www.paulinas.org.br

Agenda 

Será aberta hoje, às 19h, a exposição Memórias do Instituto Coração de Jesus, no Museu de Santo André Dr. Octaviano Armando Gaiarsa. A mostra marcará o início das comemorações dos 85 anos do antigo Externato Padre Luiz Capra, a serem completados em 2012. Endereço: Rua Senador Flaquer, 470. Visitação: até 31 de maio. Entrada grátis.

FALECIMENTOS 

SANTO ANDRÉ

Lauro Gonçalves da Silva, 86. Natural de Juazeiro (BA). Ontem Cemitério Curuçá.

Maria Benedicta Vicente, 84. Natural de Cravinhos (SP). Ontem. Cemitério Curuçá.

Mereide Nasi Nascibene Leme, 62. Natural de Santo André. Ontem. Cemitério Cristo Redentor, em Vila Pires. 

SÃO BERNARDO

Kane Kanashiro, 94. Natural do Japão. Anteontem. Crematório de Vila Alpina, Capital.

Antonia Maria de Oliveira, 93. Natural de Assaré (CE). Anteontem. Cemitério dos Casa.

José Henrique, 76. Natural de Tambau (SP). Dia 6. Cemitério da Paulicéia.

Edna Furlanetto Rodrigues, 75. Natural de Ribeirão Preto (SP). Anteontem. Cemitério Jardim da Colina.

Cláudio Martini Ramos, 56. Natural de São Bernardo. Anteontem. Cemitério de Vila Euclides. 

SÃO CAETANO

Adelina Pureza dos Santos, 83. Natural de Anadia (AL). Anteontem, em São Bernardo. Cemitério das Lágrimas.

Missa - Antonio Gusman Filho (1946 - 2011). 7º dia. Hoje, às 19h, na Igreja Matriz Sagrada Família, situada na Praça Cardeal Arcoverde, em São Caetano. 

DIADEMA

Apparecida de Camargo Rinolphe, 88. Natural de Tabatinga (SP). Anteontem. Cemitério Vale da Paz.

Waldemar Stanize, 70. Natural de Dourados (SP). Dia 6. Cemitério Campo Grande, em Santo Amaro, Capital 

MAUÁ

Pascoalina Terine Lovatto, 85. Natural de Santo Antonio do Pinhal (SP). Dia 7. Cemitério da Saudade, em Vila Vitória.

Maria José da Silva, 81. Natural de Agrestina (PE). Anteontem. Cemitério Santa Lídia.

Maria Dias Evangelista, 78. Natural de Pindaí (BA). Ontem, em Santo André. Cemitério Vale dos Pinheirais.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Marcas japonesas de Santo André, ontem e hoje

O jardim japonês da colônia de Santo André hoje fica no Parque do Pedroso. Quase 60 anos atrás ficava na Fazenda da Juta, no Parque Novo Oratório

Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

10/05/2011 | 00:00


O jardim japonês da colônia de Santo André hoje fica no Parque do Pedroso. Quase 60 anos atrás ficava na Fazenda da Juta, no Parque Novo Oratório, como mostra esta foto enviada pelo cronista andreense José Bueno Lima.

A segunda foto, do jardim japonês hoje, faz parte da exposição comemorativa aos 30 anos de irmanamento das cidades irmãs Santo André & Takasaki, que pode ser vista na Casa da Palavra: Praça do Carmo, 71.

Passeio ao Niponsô
Texto: José Bueno Lima

A foto foi tirada por volta de 1953, 1954. O recanto era belíssimo. Havia monumentos, templos, árvores cultivadas em miniaturas. Apesar de não conhecer o Japão, acredito que ali deveria ser uma réplica daquele país.

Nesse local, em 1958, no cinquentenário da imigração japonesa, realizou-se um grande almoço. No dia em que o Brasil conquistou a Copa do Mundo, na Suécia. Estive lá nessa ocasião.

O que pôde ser preservado, foi levado para a cidade de Arujá, onde se construiu um recanto igual. Na foto, está o Eurico Martin, o amigo artista plástico. Estou meio escondido, ao lado dele. Tinha por volta de 16 a 17 anos. Atrás, sentado à direita, está meu saudoso irmão Sebastião. O da direita, sentado abaixo, se não me engano, era um bom amigo, que jogava conosco no Palestra da Vila Sapo. Seu apelido era Brela. O outro, não sei de quem se trata.

A foto foi tirada num domingo, quando fomos passear no Niponsô, como era chamado, num velho Chevrolet 1939, que meu pai havia comprado. Esse monumento, foi construído em homenagem aos integrantes líderes da colônia japonesa em Santo André, e a alguns brasileiros benquistos pelos nipônicos. Os nomes desses todos constavam gravados na lápide. O do meu pai Antonio de Lima era um deles.

Década de 1970: a primeira promoção
Texto: Débora de Lima Gonçalves Antelmo
 

Segundo capítulo da história de Nelson Marcos Beraldo, 50 anos de atuação no Colégio Clovis Bevilacqua, em Santo André (1961-2011).

Anos difíceis. Mesmo assim, a escola cresceu. Novos cursos foram criados. Nosso amigo, continuou trabalhando. De auxiliar tornou-se secretário. Teve o Sr. Serafim Tavarone como seu grande chefe, instrutor e amigo e na dona Maria Teixeira Tavarone um exemplo de educadora. Foram os mantenedores da escola.

Nesse período, sua vida pessoal também se transformou. Casou-se em 1973 com nossa amiga Irani, formada nessa escola. Em 1977 o casal foi presenteado pelo primeiro filho, tão esperado, que não poderia ser diferente: recebeu o nome de um comandante romano, Marco Aurélio.

DIÁRIO HÁ 30 ANOS

Domingo, 10 de maio de 1981 

Manchete - Hospital de Clínicas de Santo André estás com suas obras paradas. Eram as estruturas do atual Hospital Mário Covas.

Diadema - Em protesto contra acidentes moradores interditam Avenida Alda, em Diadema.

Combustíveis (Reportagem de Roberto Gazzi, com fotos de Dorival de Almeida) - Em estudo no Instituto Mauá de Tecnologia, em São Caetano, nova opção: metanol, um substituto para o diesel? 

EM 10 DE MAIO DE... 

1871 - Correio Paulistano noticia a morte do alferes Francisco Martins Bonilha, grande proprietário de terras na Freguesia de São Bernardo. 

1911 - Padre Fiorente Elena nasce na Itália. Um dos personagens religiosos mais importantes da história do Grande ABC no século 20. 

1941 - Paulo Rossi inaugura a ‘Casa dos Óculos', a primeira casa especializada em aviamento de óculos de Santo André. Fonte: Octaviano Gaiarsa, A Cidade que Dormiu Três Séculos (1968, p. 135). 

1971 - Professor Euryclides de Jesus Zerbini ministra aula sobre trombose das coronárias na Fundação Universitária do ABC. 

HOJE 

Dia da Cozinheira, Dia do Guia de Turismo, Dia da Cavalaria e Dia do Campo.

TRABALHADORES

Nascem em 10 de maio: 

1895 - Eugênio Cornélio, de Jaú. Industriário da Rhodia. Residia na Avenida Dom Pedro II.

1897 - Francisco Demarchi, de Pedreira (SP). Industriário da Rhodia. Residia à Rua Fernando Prestes.

1914 - Semme Vanuchi, de Paranapiacaba. Ajudante de caminhões da Atantis. Residia na Rua Bolívia, 396.

Fonte: 1º livro geral de registro de associados do Sindicato dos Químicos do ABC.

SANTOS DO DIA 

Alfio, Antonino de Florença, Blanda, Damião de Molokai, Isidoro, João de Ávila, Nazário, Solange.

Josef de Veuster-Wouters, o São Damião de Molokai (1840 - 1889), foi um padre belga que atuou na ilha de Molokai, no Havaí, onde eram deixados doentes de lepra.

Fontes: Folhinha do Sagrado Coração de Jesus, Vozes, 2011; site: www.paulinas.org.br

Agenda 

Será aberta hoje, às 19h, a exposição Memórias do Instituto Coração de Jesus, no Museu de Santo André Dr. Octaviano Armando Gaiarsa. A mostra marcará o início das comemorações dos 85 anos do antigo Externato Padre Luiz Capra, a serem completados em 2012. Endereço: Rua Senador Flaquer, 470. Visitação: até 31 de maio. Entrada grátis.

FALECIMENTOS 

SANTO ANDRÉ

Lauro Gonçalves da Silva, 86. Natural de Juazeiro (BA). Ontem Cemitério Curuçá.

Maria Benedicta Vicente, 84. Natural de Cravinhos (SP). Ontem. Cemitério Curuçá.

Mereide Nasi Nascibene Leme, 62. Natural de Santo André. Ontem. Cemitério Cristo Redentor, em Vila Pires. 

SÃO BERNARDO

Kane Kanashiro, 94. Natural do Japão. Anteontem. Crematório de Vila Alpina, Capital.

Antonia Maria de Oliveira, 93. Natural de Assaré (CE). Anteontem. Cemitério dos Casa.

José Henrique, 76. Natural de Tambau (SP). Dia 6. Cemitério da Paulicéia.

Edna Furlanetto Rodrigues, 75. Natural de Ribeirão Preto (SP). Anteontem. Cemitério Jardim da Colina.

Cláudio Martini Ramos, 56. Natural de São Bernardo. Anteontem. Cemitério de Vila Euclides. 

SÃO CAETANO

Adelina Pureza dos Santos, 83. Natural de Anadia (AL). Anteontem, em São Bernardo. Cemitério das Lágrimas.

Missa - Antonio Gusman Filho (1946 - 2011). 7º dia. Hoje, às 19h, na Igreja Matriz Sagrada Família, situada na Praça Cardeal Arcoverde, em São Caetano. 

DIADEMA

Apparecida de Camargo Rinolphe, 88. Natural de Tabatinga (SP). Anteontem. Cemitério Vale da Paz.

Waldemar Stanize, 70. Natural de Dourados (SP). Dia 6. Cemitério Campo Grande, em Santo Amaro, Capital 

MAUÁ

Pascoalina Terine Lovatto, 85. Natural de Santo Antonio do Pinhal (SP). Dia 7. Cemitério da Saudade, em Vila Vitória.

Maria José da Silva, 81. Natural de Agrestina (PE). Anteontem. Cemitério Santa Lídia.

Maria Dias Evangelista, 78. Natural de Pindaí (BA). Ontem, em Santo André. Cemitério Vale dos Pinheirais.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;