Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 23 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Richarlyson cai no choro em despedida no S.Paulo


Das Agências

04/12/2010 | 07:17


Richarlyson se emocionou no discurso de despedida no São Paulo, ontem. O volante relembrou os bons momentos no clube e não conteve o choro quando foi interrompido na entrevista pela homenagem que reuniu boa parte dos companheiros.

"É momento muito especial para mim, por tudo que o que passei nesse clube, por toda a história. Mas futebol é assim, dinâmico, apaixonante, e nem sempre agradamos a todos. Fico feliz por falar de cinco anos e meio de muitas vitórias, conquistas coletivas e individuais, convocação para a Seleção Brasileira, amigos que fiz. Esse choro é por causa disso. É gratificante saber que, além de coisas profissionais, fiz amigos que vou guardar para o resto da vida", afirmou ele.

Richarlyson chegou ao Morumbi na metade de 2005, disputou 244 jogos e marcou 12 gols. No período, conquistou o Mundial de Clubes, em 2005, e três Campeonatos Brasileiros - 2006, 2007 e 2008. Após cinco anos e meio no Tricolor, o jogador de 27 anos afirmou que gostaria de ficar no clube por mais tempo.

"Queria permancer. A justificativa é que na nova filosofia de trabalho eles vão priorizar a base. O mais importante é que vou sair pela porta da frente, vitorioso, com títulos", disse.

 

 RICARDO OLIVEIRA - O clube se entendeu com o Al-Jazira, dos Emirados Árabes, e prorrogará o empréstimo do atacante.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Richarlyson cai no choro em despedida no S.Paulo

Das Agências

04/12/2010 | 07:17


Richarlyson se emocionou no discurso de despedida no São Paulo, ontem. O volante relembrou os bons momentos no clube e não conteve o choro quando foi interrompido na entrevista pela homenagem que reuniu boa parte dos companheiros.

"É momento muito especial para mim, por tudo que o que passei nesse clube, por toda a história. Mas futebol é assim, dinâmico, apaixonante, e nem sempre agradamos a todos. Fico feliz por falar de cinco anos e meio de muitas vitórias, conquistas coletivas e individuais, convocação para a Seleção Brasileira, amigos que fiz. Esse choro é por causa disso. É gratificante saber que, além de coisas profissionais, fiz amigos que vou guardar para o resto da vida", afirmou ele.

Richarlyson chegou ao Morumbi na metade de 2005, disputou 244 jogos e marcou 12 gols. No período, conquistou o Mundial de Clubes, em 2005, e três Campeonatos Brasileiros - 2006, 2007 e 2008. Após cinco anos e meio no Tricolor, o jogador de 27 anos afirmou que gostaria de ficar no clube por mais tempo.

"Queria permancer. A justificativa é que na nova filosofia de trabalho eles vão priorizar a base. O mais importante é que vou sair pela porta da frente, vitorioso, com títulos", disse.

 

 RICARDO OLIVEIRA - O clube se entendeu com o Al-Jazira, dos Emirados Árabes, e prorrogará o empréstimo do atacante.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;