Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 27 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Caixa registra lucro de R$ 2,5 bilhões em 2007



23/02/2008 | 07:09


A Caixa Econômica Federal anunciou sexta-feira que teve lucro líquido de R$ 2,510 bilhões em 2007. O resultado é 5,2% maior que o registrado em 2006. Apesar de ter crescido, o lucro é inferior aos resultados dos concorrentes privados, como Bradesco e Itaú, que ganharam mais de R$ 8 bilhões no ano passado.

 

A Caixa foi beneficiada pelo uso de créditos tributários, que responderam por 42,8% do lucro anual. Sem o crédito, o resultado teria sido 39,8% menor que o ano anterior e o banco teria amargado prejuízo no quarto trimestre. Uma regra em vigor desde 2006 permite o uso de créditos tributários gerados pela instituição em caso de prejuízo nos últimos 10 anos. Antes de 2006, o uso do crédito era limitado a cinco anos.
 
Com isso, o banco teve direito a crédito extraordinário de R$ 1,4 bilhão no quarto trimestre. Isso permitiu ao banco ter lucro líquido de R$ 732 milhões nesse período. Sem ele, a Caixa teria prejuízo de R$ 566 milhões no trimestre.
 
A chamada “ativação de créditos” também favoreceu o resultado anual. Se o crédito não tivesse sido usado, o lucro líquido teria sido de R$ 1,435 bilhão, valor 39,8% menor que o registrado em 2006.
 
O vice-presidente de Controle e Risco do banco, Marcos Vasconcelos, negou que a Caixa tenha apresentado resultados melhores em 2007 graças, apenas, ao uso desses créditos. “É um instrumento previsto pelo Banco Central e que nos deu maior capacidade de atuação.”
 
Os números, no entanto, mostram que o desempenho da Caixa piorou em diversos indicadores. O retorno sobre o patrimônio líquido recuou de 26% em 2006 para 23,7% no ano passado. Também houve um prejuízo de R$ 1,6 bilhão com títulos públicos federais que o banco amargou em 2007.
 
O vice-presidente de Finanças da Caixa, Marcio Percival, afirma que esse quadro negativo teve reflexos mais pronunciados no balanço da Caixa – se comparados aos demais bancos – porque a instituição federal tem, proporcionalmente, mais títulos públicos em carteira que os concorrentes. Segundo ele, cerca de 10% de todos os papéis da dívida federal estão na Caixa.

 

Com relação ao crédito, o total dos empréstimos cresceu 22,3% em 2007, para R$ 55,888 bilhões. Destaque para o financiamento habitacional, que teve expansão de 24,4%. Para 2008, a Caixa acredita que a carteira deve crescer ao menos 30%.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;