Cena Política

Para Minhoca, furacão passou por Sto.André




Vereador em primeiro mandato em Santo André, Professor Minhoca (PSDB) está se notabilizando por frases de efeito na tribuna. São diversos trocadilhos, que já são copiados por colegas na hora de fazer uma análise da cidade ou alfinetar algum secretário ou adversário político. A mais nova de Minhoca foi dizer que em Santo André passou um furacão. “O furacão Irma, que passou pelo Caribe e pela costa Leste dos Estados Unidos, deixou 1,4 milhão de pessoas sem água e luz e serão necessários de US$ 1 bilhão a US$ 4 bilhões para reconstrução das cidades. Aqui a eleição foi pautada na falta de água e devemos R$ 3,4 bilhões para a Sabesp. Então, quem disse que em Santo André não tem furacão?”, questiona o tucano, emendando na sequência. “Mas aqui o grau do furacão é diferente. Em vez de 4 na escala Richter, o furacão aqui teve duas escalas: 13 e 14”, disparou, em alusão aos governos de Aidan Ravin (hoje PSB, mas prefeito pelo PTB entre 2009 e 2012) e de Carlos Grana (PT, chefe do Executivo entre 2013 e 2016).

Plágio

No domingo, o prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), publicou em suas redes sociais homenagem aos 64 anos da GCM (Guarda Civil Municipal). O texto foi reproduzido pelo vereador César Oliva (PR), mas sem os devidos créditos ao tucano. A imagem é a mesma. A frase, a mesma. Mas a assinatura de Auricchio foi retirada do material veiculado pelo republicano.

Mais um

Secretário estadual de Desenvolvimento Social e deputado federal licenciado, Floriano Pesaro (PSDB) colocou seu nome como pré-candidato a governador pelo tucanato no ano que vem. A fala foi feita ontem à noite, durante reunião do diretório estadual do PSDB. Na legenda outras figuras disputam o posto, como o secretário estadual da Saúde, David Uip, o cientista político Luiz Felipe D’Ávila e o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando.

Disputa feminina

Mais uma disputa movimentou o PT neste fim de semana. Desta vez para definição da secretária estadual de mulheres da legenda. Apoiada por ex-prefeitos do Grande ABC que perderam o pleito no ano passado, Martinha Domingues foi superada por Débora Pereira, que tinha adesão de nomes que buscam renovação no comando do petismo. Débora recebeu 478 votos. Martinha obteve 280.

Remanejamento

Depois de ter de ceder o cargo de secretário de Esportes por conta da recomposição do prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), com os partidos PPS, DEM e PEN, o ex-vereador Manoel José da Silva, o Adelson (PSB), virou assessor especial de gabinete do verde. Embora não tenha mais status de integrante do primeiro escalão do governo do PV, Adelson ficou mais próximo do núcleo político do Paço.

Telefone sem fio

Erro de comunicação quase provocou briga entre o cerimonial da Câmara de Santo André com a UFABC (Universidade Federal do ABC). O setor de eventos da universidade comunicou que no dia 27 haverá sessão solene em homenagem ao 11º aniversário da UFABC no Teatro Municipal a pedido do Legislativo. A Casa, porém, informou que não há solicitação para essa solenidade e que nesse dia está marcada uma sessão em homenagem aos idosos da cidade.

Novo protesto

O MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto) prometeu para amanhã protesto na Câmara de São Bernardo, durante a sessão, pela manhã. Na semana passada, integrantes do movimento estiveram no Paço, mas na parte da tarde, quando o Legislativo estava fechado. O MTST organiza ocupação em terreno no bairro Assunção desde o começo do mês, ato apoiado por políticos (principalmente petistas), e cobra diálogo com o governo de Orlando Morando (PSDB). 

Comentários


Veja Também



Voltar