Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 28 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Israel responsabiliza a Síria por atentado em Tel Aviv


Do Diário OnLine
Com AFP

26/02/2005 | 19:02


O ministro da Defesa de Israel, Shaul Mofaz, responsabilizou a Síria pelo atentado cometido na sexta-feira em Tel Aviv por um suicida do movimento radical palestino Jihad Islâmica. O ataque deixou quatro israelenses mortos e mais de 60 feridos.

"Temos provas que relacionam diretamente a Síria a este atentado", declarou Mofaz neste sábado, durante uma reunião de importantes responsáveis pela Segurança do Estado-Maior de Israel em Tel Aviv.

O suicida que realizou o atentado reivindicou em vídeo o ato em nome da Jihad Islâmica. "O ataque foi cometido como uma resposta aos assassinatos e destruições de casas cometidos por Israel", afirmou Abdalá Chibaya Badrán, que vivia na região de Tulkarem, no norte da Cisjordânia.

No vídeo, este chefe local das Brigadas Al Qods, braço armado do movimento, acusa a Autoridade Palestina de colaborar com Israel e os Estados Unidos. O governo palestino condenou o ataque.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Israel responsabiliza a Síria por atentado em Tel Aviv

Do Diário OnLine
Com AFP

26/02/2005 | 19:02


O ministro da Defesa de Israel, Shaul Mofaz, responsabilizou a Síria pelo atentado cometido na sexta-feira em Tel Aviv por um suicida do movimento radical palestino Jihad Islâmica. O ataque deixou quatro israelenses mortos e mais de 60 feridos.

"Temos provas que relacionam diretamente a Síria a este atentado", declarou Mofaz neste sábado, durante uma reunião de importantes responsáveis pela Segurança do Estado-Maior de Israel em Tel Aviv.

O suicida que realizou o atentado reivindicou em vídeo o ato em nome da Jihad Islâmica. "O ataque foi cometido como uma resposta aos assassinatos e destruições de casas cometidos por Israel", afirmou Abdalá Chibaya Badrán, que vivia na região de Tulkarem, no norte da Cisjordânia.

No vídeo, este chefe local das Brigadas Al Qods, braço armado do movimento, acusa a Autoridade Palestina de colaborar com Israel e os Estados Unidos. O governo palestino condenou o ataque.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;