Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Ratos têm nariz ‘extra’ para o amor, diz pesquisa


Do Diário OnLine

14/02/2003 | 10:09


Os ratos possuem um “segundo nariz” capaz de identificar as compatibilidades de sentimentos românticos. É o que afirma uma pesquisa apresentada na quinta-feira no encontro anual da Associação Americana para o Avanço da Ciência por Lawrence Katz, do Instituto Médico Howard Hughes, da Duke University.

Segundo a agência Reuters, a pesquisa diz que, além do nariz que ajuda os ratos a encontrar comida, os animais têm um órgão separado, chamado vomeronasal, que proporciona percepções de sentimentos.

Katz disse que foi aberta uma “caixa-preta” no cérebro. “É um universo químico", definiu. Ele explicou que o “nariz extra” é uma estrutura tubular pequena, semelhante a uma língua e está na base do nariz normal. E representam um avanço dos animais em relação aos seres humanos.

Os mamíferos produzem substâncias chamadas feromônios, que comunicam informações sobre status social e quando um indivíduo está pronto para reproduzir. Os humanos produzem substâncias semelhantes, mas não com as mesmas qualidades que a de outros mamíferos.

O órgão, porém, funciona apenas quando o rato tenta identificar outra criatura por perto e é mais importante para o acasalamento do que para identificar presas ou predadores.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ratos têm nariz ‘extra’ para o amor, diz pesquisa

Do Diário OnLine

14/02/2003 | 10:09


Os ratos possuem um “segundo nariz” capaz de identificar as compatibilidades de sentimentos românticos. É o que afirma uma pesquisa apresentada na quinta-feira no encontro anual da Associação Americana para o Avanço da Ciência por Lawrence Katz, do Instituto Médico Howard Hughes, da Duke University.

Segundo a agência Reuters, a pesquisa diz que, além do nariz que ajuda os ratos a encontrar comida, os animais têm um órgão separado, chamado vomeronasal, que proporciona percepções de sentimentos.

Katz disse que foi aberta uma “caixa-preta” no cérebro. “É um universo químico", definiu. Ele explicou que o “nariz extra” é uma estrutura tubular pequena, semelhante a uma língua e está na base do nariz normal. E representam um avanço dos animais em relação aos seres humanos.

Os mamíferos produzem substâncias chamadas feromônios, que comunicam informações sobre status social e quando um indivíduo está pronto para reproduzir. Os humanos produzem substâncias semelhantes, mas não com as mesmas qualidades que a de outros mamíferos.

O órgão, porém, funciona apenas quando o rato tenta identificar outra criatura por perto e é mais importante para o acasalamento do que para identificar presas ou predadores.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;