Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 16 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Três fotógrafos do 'caso Diana' são absolvidos


Da AFP

14/09/2004 | 11:00


A corte de apelações de Paris absolveu nesta terça-feira os três fotógrafos processados por ter tirado fotos da princesa Diana e seu namorado, Dodi Al Fayed, momentos antes do acidente que matou o casal sete anos atrás, em Paris.

Os fotógrafos processados pela Justiça por atentar contra a intimidade da vida privada tinham sido inocentados em primeira instância, mas a promotoria e o pai de Dodi, Mohamed Al Fayed, apelaram da decisão.

O advogado de acusação, Bernard Dartevelle, considerou que o primeiro julgamento tinha descaracterizado a lei e argumentou que a corte de cassação tinha "considerado que o veículo era um local privado".

O fotógrafo Jacques Langevin tirou duas fotos do casal na saída do hotel Ritz; Fabrice Chassery tirou uma foto dos dois na saída do hotel e outra depois do acidente no túnel d'Alma. Já Christian Martínes tirou duas fotos após o acidente.

A corte de cassação pôs um fim definitivo às acusações em abril de 2002, sobretudo a de homicídio culposo contra nove fotógrafos - entre eles os três processados - e um motorista que fazia parte do grupo que perseguiu o casal até o acidente fatal.

Uma investigação continua aberta em Paris sobre a validade dos exames toxicológicos feitos no motorista Henri Paul, também morto no acidente. Londres começou em janeiro uma investigação sobre as circunstâncias do acidente mais de sete anos depois de ocorrido.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Três fotógrafos do 'caso Diana' são absolvidos

Da AFP

14/09/2004 | 11:00


A corte de apelações de Paris absolveu nesta terça-feira os três fotógrafos processados por ter tirado fotos da princesa Diana e seu namorado, Dodi Al Fayed, momentos antes do acidente que matou o casal sete anos atrás, em Paris.

Os fotógrafos processados pela Justiça por atentar contra a intimidade da vida privada tinham sido inocentados em primeira instância, mas a promotoria e o pai de Dodi, Mohamed Al Fayed, apelaram da decisão.

O advogado de acusação, Bernard Dartevelle, considerou que o primeiro julgamento tinha descaracterizado a lei e argumentou que a corte de cassação tinha "considerado que o veículo era um local privado".

O fotógrafo Jacques Langevin tirou duas fotos do casal na saída do hotel Ritz; Fabrice Chassery tirou uma foto dos dois na saída do hotel e outra depois do acidente no túnel d'Alma. Já Christian Martínes tirou duas fotos após o acidente.

A corte de cassação pôs um fim definitivo às acusações em abril de 2002, sobretudo a de homicídio culposo contra nove fotógrafos - entre eles os três processados - e um motorista que fazia parte do grupo que perseguiu o casal até o acidente fatal.

Uma investigação continua aberta em Paris sobre a validade dos exames toxicológicos feitos no motorista Henri Paul, também morto no acidente. Londres começou em janeiro uma investigação sobre as circunstâncias do acidente mais de sete anos depois de ocorrido.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;