Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 5 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Homicídios caem 35,7% na região

Fernando Frazão/Arquivo Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Especialistas atribuem resultado a conjunto de ações; roubos de veículos e roubos em geral também reduziram


Flavia Kurotori
Do Diário do Grande ABC

21/12/2019 | 07:00


Comparadas a novembro de 2018, as ocorrências de homicídio doloso (quando há intenção de matar) reduziram 35,71% no mês passado, caindo de 14 para nove vítimas na região. Já os casos de roubo de veículos passaram de 706 para 552 (-21,81%) e os roubos em geral decresceram de 1.923 para 1.850 (-3,8%). Os dados foram divulgados ontem pela SSP (Secretaria da Segurança Pública).

Segundo Jorge Lordello, especialista em segurança pública e privada, o balanço é resultado de conjunto de ações das forças policiais. Exemplo é a inauguração do 6º Baep (Batalhão de Ações Especiais da Polícia) de São Bernardo em outubro. “O interessante (do Baep) é que ele realiza o policiamento preventivo focado nas necessidades da região, diferentemente da radiopatrulha, que atende as ocorrências em andamento”, explicou.

Outro aspecto apontado é a efetividade das investigações. “O setor de homicídios tem funcionado muito bem no Grande ABC e, quando uma investigação é concluída e o autor do crime é preso, é uma pessoa potencialmente agressiva e que pode matar fora das ruas”, observou Lordello.

Além disso, o combate aos bares ilegais e aos pancadões (baladas informais em vias públicas com aglomeração de pessoas e veículos com som alto) pode contribuir na redução dos índices. “(Nos bares ilegais) Podem originar brigas onde, nem sempre, o homicídio irá ocorrer no estabalecimento, mas a 100 metros de lá e os pancadões são festas, porém, são locais marcados pelo exagero (no consumo) de álcool e drogas, o que pode desencadear ações violentas”, afirma Lordello.

CENÁRIO

No período, as sete cidades tiveram aumento nos casos de furtos em geral (5,57%) e furtos de veículos (2,76%). Novembro é o segundo mês seguido em que estes indicadores sobem.

Em todo Estado, as ocorrências de roubos de veículos (-24,43%), furtos de veículos (-11,35%), furtos em geral (-0,11%) e homícidio doloso (-0,78%) caíram. Apenas a incidência de roubos em geral (0,44%) subiu.

A SSP informou, em nota, que o governo do Estado investe permanentemente na capacitação de policiais, em tecnologia e inteligência policial aplicadas ao combate à criminalidade, como aprimoramento do sistema gerador de laudos e inquérito eletrônico, auxiliando no andamento das investigações.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Homicídios caem 35,7% na região

Especialistas atribuem resultado a conjunto de ações; roubos de veículos e roubos em geral também reduziram

Flavia Kurotori
Do Diário do Grande ABC

21/12/2019 | 07:00


Comparadas a novembro de 2018, as ocorrências de homicídio doloso (quando há intenção de matar) reduziram 35,71% no mês passado, caindo de 14 para nove vítimas na região. Já os casos de roubo de veículos passaram de 706 para 552 (-21,81%) e os roubos em geral decresceram de 1.923 para 1.850 (-3,8%). Os dados foram divulgados ontem pela SSP (Secretaria da Segurança Pública).

Segundo Jorge Lordello, especialista em segurança pública e privada, o balanço é resultado de conjunto de ações das forças policiais. Exemplo é a inauguração do 6º Baep (Batalhão de Ações Especiais da Polícia) de São Bernardo em outubro. “O interessante (do Baep) é que ele realiza o policiamento preventivo focado nas necessidades da região, diferentemente da radiopatrulha, que atende as ocorrências em andamento”, explicou.

Outro aspecto apontado é a efetividade das investigações. “O setor de homicídios tem funcionado muito bem no Grande ABC e, quando uma investigação é concluída e o autor do crime é preso, é uma pessoa potencialmente agressiva e que pode matar fora das ruas”, observou Lordello.

Além disso, o combate aos bares ilegais e aos pancadões (baladas informais em vias públicas com aglomeração de pessoas e veículos com som alto) pode contribuir na redução dos índices. “(Nos bares ilegais) Podem originar brigas onde, nem sempre, o homicídio irá ocorrer no estabalecimento, mas a 100 metros de lá e os pancadões são festas, porém, são locais marcados pelo exagero (no consumo) de álcool e drogas, o que pode desencadear ações violentas”, afirma Lordello.

CENÁRIO

No período, as sete cidades tiveram aumento nos casos de furtos em geral (5,57%) e furtos de veículos (2,76%). Novembro é o segundo mês seguido em que estes indicadores sobem.

Em todo Estado, as ocorrências de roubos de veículos (-24,43%), furtos de veículos (-11,35%), furtos em geral (-0,11%) e homícidio doloso (-0,78%) caíram. Apenas a incidência de roubos em geral (0,44%) subiu.

A SSP informou, em nota, que o governo do Estado investe permanentemente na capacitação de policiais, em tecnologia e inteligência policial aplicadas ao combate à criminalidade, como aprimoramento do sistema gerador de laudos e inquérito eletrônico, auxiliando no andamento das investigações.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;