Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Jorge Jesus elogia Diego, mas não acena com mudança para a decisão do Mundial

Reprodução/Instagram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


18/12/2019 | 07:00


Diego foi importante mais uma vez para o Flamengo. Assim como aconteceu na final da Libertadores, quando saiu do banco e ajudou na virada sobre o River Plate, o meia entrou no segundo tempo e foi decisivo para o time superar o Al Hilal, da Arábia Saudita, e se garantir na decisão do Mundial de Clubes da Fifa.

O desempenho do jogador de 34 anos na semifinal foi festejado pelo técnico Jorge Jesus, mas o português, em nenhum momento, acenou com uma possível mudança na equipe titular para o jogo de sábado. O Flamengo vai enfrentar na final em Doha, no Catar, o vencedor de Liverpool e Monterrey, que se enfrentam nesta quarta-feira.

"Diego tem sido um jogador fundamental para o time. Ele tem criado condição física, técnica e tática", elogiou o treinador após o triunfo sobre o Al Hilal por 3 a 1. "Diferentemente de Lima era preciso um jogador como ele. O Gerson não estava fazendo o que normalmente faz. Sabia que o Al Hilal teria quebras táticas e físicas", comentou Jesus.

O treinador explicou que Diego entrou em campo aos 28 minutos do segundo tempo porque o Flamengo precisava de mais posse de bola. A jogada do gol da virada, marcado por Bruno Henrique, aos 32, começou no pé do meia, que encontrou Rafinha na direita. O lateral acertou um belo cruzamento e o atacante fez de cabeça.

"Não precisava de um jogador que defendesse muito, precisava de um jogador que tivesse bola. O Diego chega mais ao ataque. O gol saiu em uma jogada fantástica", elogiou o português.

O jogador ficou bastante satisfeito pelo desempenho na semifinal, mas não cobrou uma titularidade. "Fico feliz em participar, queria começar o jogo, mas temos de estar pronto para entrar. É um momento histórico e todos nós queremos ajudar", disse Diego.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Jorge Jesus elogia Diego, mas não acena com mudança para a decisão do Mundial


18/12/2019 | 07:00


Diego foi importante mais uma vez para o Flamengo. Assim como aconteceu na final da Libertadores, quando saiu do banco e ajudou na virada sobre o River Plate, o meia entrou no segundo tempo e foi decisivo para o time superar o Al Hilal, da Arábia Saudita, e se garantir na decisão do Mundial de Clubes da Fifa.

O desempenho do jogador de 34 anos na semifinal foi festejado pelo técnico Jorge Jesus, mas o português, em nenhum momento, acenou com uma possível mudança na equipe titular para o jogo de sábado. O Flamengo vai enfrentar na final em Doha, no Catar, o vencedor de Liverpool e Monterrey, que se enfrentam nesta quarta-feira.

"Diego tem sido um jogador fundamental para o time. Ele tem criado condição física, técnica e tática", elogiou o treinador após o triunfo sobre o Al Hilal por 3 a 1. "Diferentemente de Lima era preciso um jogador como ele. O Gerson não estava fazendo o que normalmente faz. Sabia que o Al Hilal teria quebras táticas e físicas", comentou Jesus.

O treinador explicou que Diego entrou em campo aos 28 minutos do segundo tempo porque o Flamengo precisava de mais posse de bola. A jogada do gol da virada, marcado por Bruno Henrique, aos 32, começou no pé do meia, que encontrou Rafinha na direita. O lateral acertou um belo cruzamento e o atacante fez de cabeça.

"Não precisava de um jogador que defendesse muito, precisava de um jogador que tivesse bola. O Diego chega mais ao ataque. O gol saiu em uma jogada fantástica", elogiou o português.

O jogador ficou bastante satisfeito pelo desempenho na semifinal, mas não cobrou uma titularidade. "Fico feliz em participar, queria começar o jogo, mas temos de estar pronto para entrar. É um momento histórico e todos nós queremos ajudar", disse Diego.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;