Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Butantan bate recorde histórico na produção de vacinas


Do Diário OnLine

26/02/2004 | 14:33


O Instituto Butantan comemora seus 103 anos, neste mês de fevereiro, com uma marca histórica na produção de vacinas. Em todo o ano de 2003, a instituição produziu 111 milhões de doses, um acréscimo de 52% em relação a 2002, quando foram produzidas 73 milhões de doses.

A produção do Butantan é responsável por 75% das vacinas utilizadas pelo Ministério da Saúde. O Instituto fabrica a tríplice (difteria, coqueluche e tétano), a dupla (difteria e tétano), a BCG (tuberculose), a contra hepatite B e a contra raiva. A vacina para influenza (gripe), por enquanto é importada da França, mas a partir de 2006 o instituto irá produzi-la.

A fabricação de soros também faz parte das funções do Butantan. Em 2003 foram processadas cerca de 460 mil doses, 10% a mais que em 2002, quando foram fabricadas 422 mil. São produzidos soros contra tétano, difteria, botulismo, raiva e picada de animais peçonhentos, além do soro antimocitário, para problemas de rejeição em transplantados.

Além de fabricar vacinas e soros, o Butantan abriga quatro museus (biológico, de microbiologia, histórico e de rua), todos abertos à visitação. Além disso, tem um serpentário, inaugurado em 1914, com salas climatizadas e a finalidade de produção de venenos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Butantan bate recorde histórico na produção de vacinas

Do Diário OnLine

26/02/2004 | 14:33


O Instituto Butantan comemora seus 103 anos, neste mês de fevereiro, com uma marca histórica na produção de vacinas. Em todo o ano de 2003, a instituição produziu 111 milhões de doses, um acréscimo de 52% em relação a 2002, quando foram produzidas 73 milhões de doses.

A produção do Butantan é responsável por 75% das vacinas utilizadas pelo Ministério da Saúde. O Instituto fabrica a tríplice (difteria, coqueluche e tétano), a dupla (difteria e tétano), a BCG (tuberculose), a contra hepatite B e a contra raiva. A vacina para influenza (gripe), por enquanto é importada da França, mas a partir de 2006 o instituto irá produzi-la.

A fabricação de soros também faz parte das funções do Butantan. Em 2003 foram processadas cerca de 460 mil doses, 10% a mais que em 2002, quando foram fabricadas 422 mil. São produzidos soros contra tétano, difteria, botulismo, raiva e picada de animais peçonhentos, além do soro antimocitário, para problemas de rejeição em transplantados.

Além de fabricar vacinas e soros, o Butantan abriga quatro museus (biológico, de microbiologia, histórico e de rua), todos abertos à visitação. Além disso, tem um serpentário, inaugurado em 1914, com salas climatizadas e a finalidade de produção de venenos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;