Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

FMI vai ajudar países afetados por furacão Ivan


Da AFP

14/09/2004 | 08:18


O FMI (Fundo Monetário Internacional) está disposto a ajudar os países membros da instituição afetados pelo furacão Ivan. Cuba, que enfrenta um bloqueio econômico, está fora do grupo que receberá auxílio.

"Como no passado, o FMI está pronto para ajudar os países membros afetados (pelo Ivan) por todos os meios a sua disposição", afirmou nesta segunda-feira o diretor-gerente do fundo, Rodrigo Rato.

Quando começarem os trabalhos de reconstrução, "o FMI permanecerá em estreito contato com os países membros afetados e com as demais instituições financeiras internacionais para apoiar plenamente estes esforços".

O Ivan, um dos mais devastadores furacões a atingir o Caribe em meio século, já matou 69 pessoas e causou grandes prejuízos desde a quarta-feira. A ilha de Granada foi a mais afetada, com 37 mortes.

O furacão também matou 19 pessoas na Jamaica, cinco na Venezuela, três no Haiti, quatro na República Dominicana e uma em Trinidad e Tobago.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

FMI vai ajudar países afetados por furacão Ivan

Da AFP

14/09/2004 | 08:18


O FMI (Fundo Monetário Internacional) está disposto a ajudar os países membros da instituição afetados pelo furacão Ivan. Cuba, que enfrenta um bloqueio econômico, está fora do grupo que receberá auxílio.

"Como no passado, o FMI está pronto para ajudar os países membros afetados (pelo Ivan) por todos os meios a sua disposição", afirmou nesta segunda-feira o diretor-gerente do fundo, Rodrigo Rato.

Quando começarem os trabalhos de reconstrução, "o FMI permanecerá em estreito contato com os países membros afetados e com as demais instituições financeiras internacionais para apoiar plenamente estes esforços".

O Ivan, um dos mais devastadores furacões a atingir o Caribe em meio século, já matou 69 pessoas e causou grandes prejuízos desde a quarta-feira. A ilha de Granada foi a mais afetada, com 37 mortes.

O furacão também matou 19 pessoas na Jamaica, cinco na Venezuela, três no Haiti, quatro na República Dominicana e uma em Trinidad e Tobago.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;