Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Coréia do Norte rejeita decisão da Aiea de levar crise à ONU


Do Diário OnLine

14/02/2003 | 08:40


O governo norte-coreano rejeitou nesta sexta-feira a decisão da Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea) de tentar resolver a crise nuclear envolvendo o país no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas, classificando-a como uma interferência em seus assuntos internos.

A Aiea foi classificada como “cachorrinho da América” pela Agência de Notícias Central Coreana (KCNA), que afirmou que Pyongyang não tem obrigações com essa agência de monitoramento desde que abandonou o Tratado de Não-Proliferação Nuclear, no mês passado.

A Coréia do Norte diz que se a Aiea quiser cumprir sua missão como um órgão da ONU, deveria entrar com uma ação contra a ameaça ilegal dos EUA à península Coreana, não contra nosso exercício de direitos e medidas legítimos, segundo a agência Reuters.

Na quarta-feira, o comitê executivo da AIEA declarou que o país viola a segurança atômica e que encaminharia a questão para o Conselho de Segurança, que pode impor sanções econômicas à Coréia, uma medida considerada por Pyongyang uma declaração de guerra.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Coréia do Norte rejeita decisão da Aiea de levar crise à ONU

Do Diário OnLine

14/02/2003 | 08:40


O governo norte-coreano rejeitou nesta sexta-feira a decisão da Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea) de tentar resolver a crise nuclear envolvendo o país no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas, classificando-a como uma interferência em seus assuntos internos.

A Aiea foi classificada como “cachorrinho da América” pela Agência de Notícias Central Coreana (KCNA), que afirmou que Pyongyang não tem obrigações com essa agência de monitoramento desde que abandonou o Tratado de Não-Proliferação Nuclear, no mês passado.

A Coréia do Norte diz que se a Aiea quiser cumprir sua missão como um órgão da ONU, deveria entrar com uma ação contra a ameaça ilegal dos EUA à península Coreana, não contra nosso exercício de direitos e medidas legítimos, segundo a agência Reuters.

Na quarta-feira, o comitê executivo da AIEA declarou que o país viola a segurança atômica e que encaminharia a questão para o Conselho de Segurança, que pode impor sanções econômicas à Coréia, uma medida considerada por Pyongyang uma declaração de guerra.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;