Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 13 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Camponês sul-afriacano é jogado aos leões por seu ex-patrão


Da AFP

10/02/2004 | 10:53


Um camponês morreu devorado por leões, no norte da África do Sul, depois que seu ex-patrão o jogou no interior do cercado das feras, informou nesta terça-feira a polícia.

O responsável pelas feras foi detido na segunda-feira em sua fazenda, um centro de reprodução e de criação de animais selvagens nas proximidades de Hoedspruit (norte), e deve ser posto à disposição de um juiz para ser processado e julgado por homicídio.

Segundo os depoimentos obtidos pela polícia, Nelson Shisane, 38 anos, foi agredido e espancado quando no começo de fevereiro voltou à fazenda, de onde tinha sido demitido no final de 2003 após uma discussão com seu patrão, declarou um porta-voz da polícia.

"Após ser espancado, Shisane foi amarrado, embarcado em um veículo, transportado a 15 quilômetros do lugar e lançado por cima de uma vala para o interior do cercado dos leões, que o devoraram", disse o porta-voz.

A família de Shisane, preocupada com seu desaparecimento, avisou à polícia, que iniciou a busca, recolheu testemunhos e terminou descobrindo o crânio da vítima, parte de uma perna e restos ensangüentados de roupa dentro do cercado das feras.

Segundo o jornal The Star, de Johannesburgo, desde o início do ano, Nelson Shisane já tinha voltado duas vezes à fazenda para tentar recuperar alguns pertences pessoais, sendo expulso por seu ex-patrão.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Camponês sul-afriacano é jogado aos leões por seu ex-patrão

Da AFP

10/02/2004 | 10:53


Um camponês morreu devorado por leões, no norte da África do Sul, depois que seu ex-patrão o jogou no interior do cercado das feras, informou nesta terça-feira a polícia.

O responsável pelas feras foi detido na segunda-feira em sua fazenda, um centro de reprodução e de criação de animais selvagens nas proximidades de Hoedspruit (norte), e deve ser posto à disposição de um juiz para ser processado e julgado por homicídio.

Segundo os depoimentos obtidos pela polícia, Nelson Shisane, 38 anos, foi agredido e espancado quando no começo de fevereiro voltou à fazenda, de onde tinha sido demitido no final de 2003 após uma discussão com seu patrão, declarou um porta-voz da polícia.

"Após ser espancado, Shisane foi amarrado, embarcado em um veículo, transportado a 15 quilômetros do lugar e lançado por cima de uma vala para o interior do cercado dos leões, que o devoraram", disse o porta-voz.

A família de Shisane, preocupada com seu desaparecimento, avisou à polícia, que iniciou a busca, recolheu testemunhos e terminou descobrindo o crânio da vítima, parte de uma perna e restos ensangüentados de roupa dentro do cercado das feras.

Segundo o jornal The Star, de Johannesburgo, desde o início do ano, Nelson Shisane já tinha voltado duas vezes à fazenda para tentar recuperar alguns pertences pessoais, sendo expulso por seu ex-patrão.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;