Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 13 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Oposição se concentra para marcha por referendo contra Chávez


Da AFP

14/02/2004 | 13:04


Centenas de oposicionistas venezuelanos começaram a se concentrar neste sábado, em cinco pontos de Caracas, para participar de uma marcha pela realização de um referendo revogatório do mandato do presidente Hugo Chávez.

Os oposicionistas tinham previsto marchar até a sede do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), no centro da capital, mas decidiram na sexta-feira encerrar a manifestação no Jardim Botânico de Caracas (nordeste), para evitar possíveis confrontos violentos com partidários do presidente.

Centenas de efetivos da militarizada Guarda Nacional (GN) vigiam desde sexta-feira a sede do CNE, perto da qual se mantiveram em vigília partidários radicais do governo, que na sexta-feira tiveram choques com líderes da oposição que tentaram chegar ao organismo eleitoral.

Carlos Valero, porta-voz da Coordenadora Democrática (aliança de partidos e organizações antichavistas), garantiu que a mobilização servirá para "apoiar a recente decisão do CNE de se pronunciar sobre o revogatório (do mandato de Chávez), em 29 de fevereiro."

"Vamos dar 700 mil certificados às pessoas que assinaram contra Chávez e velar para que o CNE cumpra com a data que anunciou para o referendo", disse Valero à emissora de TV Globovisión.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Oposição se concentra para marcha por referendo contra Chávez

Da AFP

14/02/2004 | 13:04


Centenas de oposicionistas venezuelanos começaram a se concentrar neste sábado, em cinco pontos de Caracas, para participar de uma marcha pela realização de um referendo revogatório do mandato do presidente Hugo Chávez.

Os oposicionistas tinham previsto marchar até a sede do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), no centro da capital, mas decidiram na sexta-feira encerrar a manifestação no Jardim Botânico de Caracas (nordeste), para evitar possíveis confrontos violentos com partidários do presidente.

Centenas de efetivos da militarizada Guarda Nacional (GN) vigiam desde sexta-feira a sede do CNE, perto da qual se mantiveram em vigília partidários radicais do governo, que na sexta-feira tiveram choques com líderes da oposição que tentaram chegar ao organismo eleitoral.

Carlos Valero, porta-voz da Coordenadora Democrática (aliança de partidos e organizações antichavistas), garantiu que a mobilização servirá para "apoiar a recente decisão do CNE de se pronunciar sobre o revogatório (do mandato de Chávez), em 29 de fevereiro."

"Vamos dar 700 mil certificados às pessoas que assinaram contra Chávez e velar para que o CNE cumpra com a data que anunciou para o referendo", disse Valero à emissora de TV Globovisión.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;