Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 14 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Offspring volta aos palcos brasileiros


Gislaine Gutierre
Do Diário do Grande ABC

20/10/2004 | 09:51


O Offspring volta aos palcos brasileiros. O grupo californiano, que nesta terça iniciaria a turnê em Porto Alegre, faz duas apresentações no Credicard Hall, em São Paulo, nesta quarta e quinta, às 21h30. Sexta-feira será a vez do público carioca assistir ao show e, no domingo, os rapazes se despedem do Brasil com um espetáculo em Recife.

A base do show é o CD Splinter, no qual a banda faz uma espécie de volta às origens, depois de seis álbuns lançados e 32 milhões de cópias vendidas. É que a inspiração para suas composições veio justamente de algumas demos antigas gravadas na Califórnia, quando o vocalista Dexter Holland e o guitarrista Greg Kriesel eram apenas dois jovens em busca de uma linguagem musical própria.

"Ouvimos algumas de nossas demos antigas e tentei recuperar a magia daquelas músicas sem me repetir. Estou satisfeito com o resultado. Misturamos um pouco as coisas", afirma Holland, por meio do texto de divulgação do show.

Algumas características dos primórdios do Offspring, como a batida hardcore, refrões melódicos e letras ácidas, não deixam dúvidas de que se trata de um olhar sobre o passado. Bons exemplos são encontrados nas músicas Hit That, lançada como single, Rage Against Myself e Da Hui.

Os rapazes ainda gravaram um divertido ska, The Worst Hangover Ever, e um pop rock conduzido por violão, Spare me The Details, no qual Holland canta a história de um homem traído que pede para não lhe contar sobre a vida feliz que sua ex está levando.

Durante as gravações de Splinter, o Offspring sofreu uma baixa: o baterista Ron Welty saiu e, em seu lugar, entrou Atom Willar. Noodles permanece ao baixo. Outro percalço encontrado nesse período diz respeito ao nome do CD. Os californianos queriam batizá-lo como Chinese Democracy, o mesmo nome que Axl Rose já havia escolhido para seu disco, que planeja há quase dez anos. A briga atrasou o lançamento do CD.

O Offspring esteve em São Paulo, em 1999, durante o Skol Rock. Na ocasião, Holland surrou, com um taco de beisebol, uma série de bonecos infláveis que representavam os Backstreet Boys.

Offspring - Nesta quarta e quinta, às 21h30. No Credicard Hall - av. das Nações Unidas, 17.955, São Paulo. Tel.: 6846-6010. Ingr.: de R$ 80 a R$ 200.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Offspring volta aos palcos brasileiros

Gislaine Gutierre
Do Diário do Grande ABC

20/10/2004 | 09:51


O Offspring volta aos palcos brasileiros. O grupo californiano, que nesta terça iniciaria a turnê em Porto Alegre, faz duas apresentações no Credicard Hall, em São Paulo, nesta quarta e quinta, às 21h30. Sexta-feira será a vez do público carioca assistir ao show e, no domingo, os rapazes se despedem do Brasil com um espetáculo em Recife.

A base do show é o CD Splinter, no qual a banda faz uma espécie de volta às origens, depois de seis álbuns lançados e 32 milhões de cópias vendidas. É que a inspiração para suas composições veio justamente de algumas demos antigas gravadas na Califórnia, quando o vocalista Dexter Holland e o guitarrista Greg Kriesel eram apenas dois jovens em busca de uma linguagem musical própria.

"Ouvimos algumas de nossas demos antigas e tentei recuperar a magia daquelas músicas sem me repetir. Estou satisfeito com o resultado. Misturamos um pouco as coisas", afirma Holland, por meio do texto de divulgação do show.

Algumas características dos primórdios do Offspring, como a batida hardcore, refrões melódicos e letras ácidas, não deixam dúvidas de que se trata de um olhar sobre o passado. Bons exemplos são encontrados nas músicas Hit That, lançada como single, Rage Against Myself e Da Hui.

Os rapazes ainda gravaram um divertido ska, The Worst Hangover Ever, e um pop rock conduzido por violão, Spare me The Details, no qual Holland canta a história de um homem traído que pede para não lhe contar sobre a vida feliz que sua ex está levando.

Durante as gravações de Splinter, o Offspring sofreu uma baixa: o baterista Ron Welty saiu e, em seu lugar, entrou Atom Willar. Noodles permanece ao baixo. Outro percalço encontrado nesse período diz respeito ao nome do CD. Os californianos queriam batizá-lo como Chinese Democracy, o mesmo nome que Axl Rose já havia escolhido para seu disco, que planeja há quase dez anos. A briga atrasou o lançamento do CD.

O Offspring esteve em São Paulo, em 1999, durante o Skol Rock. Na ocasião, Holland surrou, com um taco de beisebol, uma série de bonecos infláveis que representavam os Backstreet Boys.

Offspring - Nesta quarta e quinta, às 21h30. No Credicard Hall - av. das Nações Unidas, 17.955, São Paulo. Tel.: 6846-6010. Ingr.: de R$ 80 a R$ 200.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;