Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Verdão se classifica em noite especial de Marcos


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

20/08/2010 | 00:03


Marcos Assunção, em cobrança de falta, aos 44 minutos do segundo tempo deu o presente que o goleiro Marcos mais esperava ao comemorar 500 jogos pelo Palmeiras. O chute perfeito do volante parou nas redes do goleiro Viáfara e decretou os 3 a 0 que o Verdão precisava para se garantir nas oitavas de final da Copa Sul-Americana. A partida foi disputada na noite desta quinta-feira, no Pacaembu que recebeu grande público.

A necessidade de marcar atrapalhou o início palmeirense. Desorganizada, a equipe esbarrava nas falhas de outras atuações, com pouca criatividade e errando muitos passes. Mais tranquilo, o Vitória se posicionava bem e esperava vacilo do rival para atacar.

Com esse panorama, a partida seguiu arrastada até os 30 minutos. Daí em diante, o Palmeiras melhorou. A arrancada foi na jogada mais eficiente da equipe. Marcos Assunção cobrou falta e Viáfara espalmou. Na sequência, Tinga cruzou e Tadeu mandou no travessão. Foi nos minutos finais, porém, que a pressão aumentou. Márcio Araújo, aos 42, quase marcou ao chutar para grande defesa do goleiro baiano.

O gol estava amadurecendo e aconteceu aos 47 minutos, Tadeu foi lançado, invadiu a área e chutou, Viáfara ainda tocou na bola, mas não o suficiente para evitar o gol.

Apesar da vitória, o Palmeiras precisava de mais um gol para levar a decisão da vaga para os pênaltis. A missão foi facilitada pelo goleiro Viáfara, que falhou aos 12 minutos ao tentar sair jogando. Após bate-rebate, a bola sobrou para Tadeu marcar o segundo

O gol empurrou o Palmeiras para o ataque, mas o Vitória, também resolveu sair para o jogo. Aos 19, Júnior cabeceou e Marcos fez grande defesa.

O receio de ser surpreendido no contra-ataque, fez com que as equipes atacassem com mais cuidado. A decisão parecia que ira para os pênaltis, quando voltou a funcionar a principal arma palmeirense. Aos 44, Assunção marcou um golaço de falta garantindo a classificação do Palmeiras.

Reforço - O chileno Valdivia teve seu nome publicado ontem no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF e está liberado para estrear contra o Guarani, domingo, em Campinas, pelo Campeonato Brasileiro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Verdão se classifica em noite especial de Marcos

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

20/08/2010 | 00:03


Marcos Assunção, em cobrança de falta, aos 44 minutos do segundo tempo deu o presente que o goleiro Marcos mais esperava ao comemorar 500 jogos pelo Palmeiras. O chute perfeito do volante parou nas redes do goleiro Viáfara e decretou os 3 a 0 que o Verdão precisava para se garantir nas oitavas de final da Copa Sul-Americana. A partida foi disputada na noite desta quinta-feira, no Pacaembu que recebeu grande público.

A necessidade de marcar atrapalhou o início palmeirense. Desorganizada, a equipe esbarrava nas falhas de outras atuações, com pouca criatividade e errando muitos passes. Mais tranquilo, o Vitória se posicionava bem e esperava vacilo do rival para atacar.

Com esse panorama, a partida seguiu arrastada até os 30 minutos. Daí em diante, o Palmeiras melhorou. A arrancada foi na jogada mais eficiente da equipe. Marcos Assunção cobrou falta e Viáfara espalmou. Na sequência, Tinga cruzou e Tadeu mandou no travessão. Foi nos minutos finais, porém, que a pressão aumentou. Márcio Araújo, aos 42, quase marcou ao chutar para grande defesa do goleiro baiano.

O gol estava amadurecendo e aconteceu aos 47 minutos, Tadeu foi lançado, invadiu a área e chutou, Viáfara ainda tocou na bola, mas não o suficiente para evitar o gol.

Apesar da vitória, o Palmeiras precisava de mais um gol para levar a decisão da vaga para os pênaltis. A missão foi facilitada pelo goleiro Viáfara, que falhou aos 12 minutos ao tentar sair jogando. Após bate-rebate, a bola sobrou para Tadeu marcar o segundo

O gol empurrou o Palmeiras para o ataque, mas o Vitória, também resolveu sair para o jogo. Aos 19, Júnior cabeceou e Marcos fez grande defesa.

O receio de ser surpreendido no contra-ataque, fez com que as equipes atacassem com mais cuidado. A decisão parecia que ira para os pênaltis, quando voltou a funcionar a principal arma palmeirense. Aos 44, Assunção marcou um golaço de falta garantindo a classificação do Palmeiras.

Reforço - O chileno Valdivia teve seu nome publicado ontem no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF e está liberado para estrear contra o Guarani, domingo, em Campinas, pelo Campeonato Brasileiro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;