Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Azulão descarta pessimismo e continua a sonhar com acesso


Thiago Bassan
Do Diário do Grande ABC

16/04/2015 | 07:00


Apesar de estar fora do G-4 e depender dos resultados dos concorrentes para conquistar o acesso à Série A-1 do Paulista, o São Caetano não desanima. Como de costume, o técnico Luís Carlos Martins levanta o moral do grupo e afirma que ainda falta muito para o time pensar em jogar a toalha na Série A-2, na qual ocupa a sétima colocação, com 29 pontos, um atrás do Novorizontino, quarto na zona de classificação.

“Nem podemos pensar diferente. Em todas as equipes que trabalhei, mesmo nas horas mais difíceis, nunca desanimei. Tive muitas conquistas no futebol e sempre foi árduo, difícil. Ainda faltam três jogos, nove pontos, e muita coisa pode acontecer. Vamos lutar até o fim”, disse o treinador.

O pensamento de Martins é compartilhado pelo zagueiro Sandoval. “Do jeito que este campeonato está não podemos falar nada precipitadamente. Toda rodada muda alguma coisa no G-4. Ainda é possível buscar o acesso, mas devemos pensar sempre em um jogo de cada vez”, analisou o defensor.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Azulão descarta pessimismo e continua a sonhar com acesso

Thiago Bassan
Do Diário do Grande ABC

16/04/2015 | 07:00


Apesar de estar fora do G-4 e depender dos resultados dos concorrentes para conquistar o acesso à Série A-1 do Paulista, o São Caetano não desanima. Como de costume, o técnico Luís Carlos Martins levanta o moral do grupo e afirma que ainda falta muito para o time pensar em jogar a toalha na Série A-2, na qual ocupa a sétima colocação, com 29 pontos, um atrás do Novorizontino, quarto na zona de classificação.

“Nem podemos pensar diferente. Em todas as equipes que trabalhei, mesmo nas horas mais difíceis, nunca desanimei. Tive muitas conquistas no futebol e sempre foi árduo, difícil. Ainda faltam três jogos, nove pontos, e muita coisa pode acontecer. Vamos lutar até o fim”, disse o treinador.

O pensamento de Martins é compartilhado pelo zagueiro Sandoval. “Do jeito que este campeonato está não podemos falar nada precipitadamente. Toda rodada muda alguma coisa no G-4. Ainda é possível buscar o acesso, mas devemos pensar sempre em um jogo de cada vez”, analisou o defensor.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;