Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Sonho da Libertadores no ano do centenário move Timão

Para conseguir a vaga na competição sul-americana, o Corinthians precisa passar pelo Internacional


Nilton Valentim
Do Diário do Grande ABC

04/06/2009 | 07:00


Nem bem passou pelo Vasco e o Corinthians já planeja a decisão da Copa do Brasil, contra o Internacional. A ordem é conquistar o título para poder disputar a Libertadores em 2010, ano do centenário do Timão.

"Foi tudo muito difícil. Temos de manter o equilíbrio para conseguir este título, que ano passado nos escapou", afirmou o capitão William.

O atacante Ronaldo, que passou em branco nas duas partidas contra o Vasco, destacou a importância do 1 a 1 no Maracanã. "O importante foi ter conquistado um bom resultado no jogo de ida. Com sacrifício chegamos à final."

O lateral Alessandro, um dos melhores em campo ontem, apontou o setor defensivo do Timão como o maior responsável pela classificação. "O mais difícil foi se preocupar em não sofrer gols, pois sabíamos que se isso acontecesse chegaríamos à final."

Os mais de 35 mil torcedores que lotaram o Pacaembu ontem à noite, sofreram com a partida truncada. Mas saíram confiantes com a possibilidade do título.

Morais - O Corinthians está à procura de um parceiro para adquirir em definitivo o meia Morais, que ainda pertence ao Vasco. Mas está difícil convencer alguém a arcar com pelo menos uma parte dos R$ 6 milhões até o fim deste mês, quando vence o empréstimo do jogador.

Até dia 30, o Corinthians tem preferência de compra, segundo dirigentes vascaínos. Mas o Flamengo demonstra interesse no atleta.

Sem dinheiro, o Timão gostaria de pagar em suaves prestações. Mas o Vasco descarta essa forma de pagamento "Não existe esse negócio de recebermos em dez vezes", afirma o vice-presidente de futebol do Vasco, José Hamilton Mandarino (com AE).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sonho da Libertadores no ano do centenário move Timão

Para conseguir a vaga na competição sul-americana, o Corinthians precisa passar pelo Internacional

Nilton Valentim
Do Diário do Grande ABC

04/06/2009 | 07:00


Nem bem passou pelo Vasco e o Corinthians já planeja a decisão da Copa do Brasil, contra o Internacional. A ordem é conquistar o título para poder disputar a Libertadores em 2010, ano do centenário do Timão.

"Foi tudo muito difícil. Temos de manter o equilíbrio para conseguir este título, que ano passado nos escapou", afirmou o capitão William.

O atacante Ronaldo, que passou em branco nas duas partidas contra o Vasco, destacou a importância do 1 a 1 no Maracanã. "O importante foi ter conquistado um bom resultado no jogo de ida. Com sacrifício chegamos à final."

O lateral Alessandro, um dos melhores em campo ontem, apontou o setor defensivo do Timão como o maior responsável pela classificação. "O mais difícil foi se preocupar em não sofrer gols, pois sabíamos que se isso acontecesse chegaríamos à final."

Os mais de 35 mil torcedores que lotaram o Pacaembu ontem à noite, sofreram com a partida truncada. Mas saíram confiantes com a possibilidade do título.

Morais - O Corinthians está à procura de um parceiro para adquirir em definitivo o meia Morais, que ainda pertence ao Vasco. Mas está difícil convencer alguém a arcar com pelo menos uma parte dos R$ 6 milhões até o fim deste mês, quando vence o empréstimo do jogador.

Até dia 30, o Corinthians tem preferência de compra, segundo dirigentes vascaínos. Mas o Flamengo demonstra interesse no atleta.

Sem dinheiro, o Timão gostaria de pagar em suaves prestações. Mas o Vasco descarta essa forma de pagamento "Não existe esse negócio de recebermos em dez vezes", afirma o vice-presidente de futebol do Vasco, José Hamilton Mandarino (com AE).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;