Fechar
Publicidade

Sábado, 22 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Câmara tem eleição para 1ª secretaria


Beto Silva
Do Diário do Grande ABC

13/04/2011 | 07:12


A sessão de hoje da Câmara de São Bernardo será marcada pela posse de Miranda da Fé (PPS), no lugar de Otávio Manente (PPS), que morreu semana passada, e pela consequente eleição pela função de 1º secretário, que ficou vaga. A disputa promete ser acirrada, com três chapas: uma governista, uma da oposição e outra de centro, grupo que Otávio liderava.

Até a noite de ontem, as conversas na busca de apoio nas três frentes era intensa. A situação só deve ser definida durante a plenária. Se o quadro com o trio de candidaturas persistir, o resultado é uma incógnita.

Isso porque pode haver empate nos número de votos da oposição com a situação: oito para cada lado, além dos cinco do bloco independente, que deve lançar Marcelo Lima (PPS) ao posto. Com a igualdade, haverá segundo turno.

Neste caso, serão preponderantes os votos do G-5 (grupo dos cinco vereadores de centro), que não tiveram apoio nem da situação nem da base contrária ao governo Luiz Marinho (PT). Se persistir o empate, será eleito o vereador mais votado em 2008, conforme prevê o parágrafo 4º, do artigo 6 do regimento interno.

A 1ª secretaria é importante porque o parlamentar tem de assinar, junto com o 2º secretário (no caso, Vandir Mognon - PSB) a maioria dos atos promovidos pelo comandante do Legislativo. Assim, ao compor a mesa diretora, há maior poder de negociação.

Tanto a 1ª quanto a 2ª secretaria e a vice-presidência (Estevão Camolesi - sem partido) foram conquistados por integrantes do G-5, após manobra de Otávio Manente junto à oposição (que ficou com a presidência, sob comando do tucano Hiroyuki Minami), na eleição da mesa diretora em dezembro. Por isso, o quinteto argumenta que o cargo é do PPS.

Além dessa polêmica, na pauta obrigatória está o veto do prefeito ao projeto dos vereadores de oposição e centro (o G-13), que concede até 15% de descontos no IPTU, ante os atuais 5%. A votação também promete ser quente.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;