Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 7 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

São Paulo vai ao Procon reclamar de jogo no Interior



01/04/2009 | 07:00


O São Paulo pediu à Fundação Procon que fiscalize a FPF (Federação Paulista de Futebol) e o São Caetano antes do jogo de domingo, contra o próprio Azulão, às 16h, válido pela última rodada da primeira fase do Paulistão. A partida estava originalmente marcada para o Anacleto Campanella, mas foi transferida para o Estádio Eduardo José Farah, em Presidente Prudente, por solicitação da equipe mandante.

A mudança de local é um dos pontos questionados pelo São Paulo na petição entregue ontem ao Procon. De acordo com o advogado do clube, José Francisco Mansur, a alteração fere o regulamento geral do Paulistão.

"O texto é muito claro ao dizer que as partidas só podem ter local alterado por pedido da TV ou por medida de segurança", explicou Mansur. "O São Paulo recebeu um ofício em que a razão da mudança era a solicitação do mandante. Não consideramos o motivo pertinente."

O São Paulo também pede uma vistoria no estádio em Presidente Prudente. A intenção é verificar se dispositivos do Estatuto do Torcedor estão sendo atendidos. A diretoria chama atenção para a verificação dos laudos técnicos, do sistema de monitoramento e de atendimento médico. A obrigatoriedade de atender a lei federal é do mandante - ou seja, o São Caetano.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

São Paulo vai ao Procon reclamar de jogo no Interior


01/04/2009 | 07:00


O São Paulo pediu à Fundação Procon que fiscalize a FPF (Federação Paulista de Futebol) e o São Caetano antes do jogo de domingo, contra o próprio Azulão, às 16h, válido pela última rodada da primeira fase do Paulistão. A partida estava originalmente marcada para o Anacleto Campanella, mas foi transferida para o Estádio Eduardo José Farah, em Presidente Prudente, por solicitação da equipe mandante.

A mudança de local é um dos pontos questionados pelo São Paulo na petição entregue ontem ao Procon. De acordo com o advogado do clube, José Francisco Mansur, a alteração fere o regulamento geral do Paulistão.

"O texto é muito claro ao dizer que as partidas só podem ter local alterado por pedido da TV ou por medida de segurança", explicou Mansur. "O São Paulo recebeu um ofício em que a razão da mudança era a solicitação do mandante. Não consideramos o motivo pertinente."

O São Paulo também pede uma vistoria no estádio em Presidente Prudente. A intenção é verificar se dispositivos do Estatuto do Torcedor estão sendo atendidos. A diretoria chama atenção para a verificação dos laudos técnicos, do sistema de monitoramento e de atendimento médico. A obrigatoriedade de atender a lei federal é do mandante - ou seja, o São Caetano.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;