Fechar
Publicidade

Sábado, 19 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Catorze menores morrem em três dias em um hospital da Índia


Da AFP

03/09/2002 | 10:15


Catorze menores morreram em um hospital público de Calcutá (Nordeste da Índia) desde domingo, informou nesta terça-feira uma fonte médica.

O último deles, que morreu nesta terça-feira de madrugada, foi "um menino de cinco anos que teve problemas respiratórios" e estava hospitalizado desde a semana passada, precisou Anup Mondal, diretor do hospital infantil B.C. Roy de Calcutá.

Outros treze menores, um recém-nascido e 12 entre um e dois anos de idade, morreram no mesmo hospital, o que levou as autoridades a iniciar uma investigação.

Nos últimos seis meses, mais de 300 menores morreram no mesmo hospital.

As hospitalizações foram suspensas no estabelecimento, enquanto pais de crianças hospitalizadas estiveram no estabelecimento para levar seus filhos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Catorze menores morrem em três dias em um hospital da Índia

Da AFP

03/09/2002 | 10:15


Catorze menores morreram em um hospital público de Calcutá (Nordeste da Índia) desde domingo, informou nesta terça-feira uma fonte médica.

O último deles, que morreu nesta terça-feira de madrugada, foi "um menino de cinco anos que teve problemas respiratórios" e estava hospitalizado desde a semana passada, precisou Anup Mondal, diretor do hospital infantil B.C. Roy de Calcutá.

Outros treze menores, um recém-nascido e 12 entre um e dois anos de idade, morreram no mesmo hospital, o que levou as autoridades a iniciar uma investigação.

Nos últimos seis meses, mais de 300 menores morreram no mesmo hospital.

As hospitalizações foram suspensas no estabelecimento, enquanto pais de crianças hospitalizadas estiveram no estabelecimento para levar seus filhos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;