Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 3 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Putin ameaça apontar mísseis para a Europa


Da AFP

03/06/2007 | 15:25


Como nos velhos tempos da Guerra Fria, o presidente russo Vladimir Putin, muito ofensivo às vésperas da reunião de cúpula do G8, ameaçou apontar novos mísseis para a Europa se os Estados Unidos instalarem aí seu escudo antimíssil.

"Se o potencial nuclear americano se ampliar ao território europeu, deveremos tomar novos alvos na Europa", declarou o chefe do Estado russo em entrevista concedida à imprensa ocidental.

"Cabe a nossos militares definir estes alvos, assim como escolher entre mísseis balísticos e mísseis de cruzeiro", acrescentou o chefe do Kremlin, retomando, assim, as ameaças veladas expressadas até aqui pelos comandantes do exército russo.

Num momento em que se aproxima a reunião de cúpula do G8 em Heiligendamm (Alemanha) - prevista para o período de quarta à sexta-feira - não há um dia sem que Moscou denuncie este projeto de escudo americano, que transformará a Europa em "pó" e consagra "o imperialismo" americano, segundo Putin.

"Se componentes estratégicos do arsenal americano fizeram sua aparição na Europa perto de nossas fronteiras, seremos obrigados a suprimir as ameaças potenciais resultantes desta mobilização", afirmou o chefe da diplomacia russa Sergue¯Lavrov neste domingo em entrevista à rede de TV Vesti-24.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Putin ameaça apontar mísseis para a Europa

Da AFP

03/06/2007 | 15:25


Como nos velhos tempos da Guerra Fria, o presidente russo Vladimir Putin, muito ofensivo às vésperas da reunião de cúpula do G8, ameaçou apontar novos mísseis para a Europa se os Estados Unidos instalarem aí seu escudo antimíssil.

"Se o potencial nuclear americano se ampliar ao território europeu, deveremos tomar novos alvos na Europa", declarou o chefe do Estado russo em entrevista concedida à imprensa ocidental.

"Cabe a nossos militares definir estes alvos, assim como escolher entre mísseis balísticos e mísseis de cruzeiro", acrescentou o chefe do Kremlin, retomando, assim, as ameaças veladas expressadas até aqui pelos comandantes do exército russo.

Num momento em que se aproxima a reunião de cúpula do G8 em Heiligendamm (Alemanha) - prevista para o período de quarta à sexta-feira - não há um dia sem que Moscou denuncie este projeto de escudo americano, que transformará a Europa em "pó" e consagra "o imperialismo" americano, segundo Putin.

"Se componentes estratégicos do arsenal americano fizeram sua aparição na Europa perto de nossas fronteiras, seremos obrigados a suprimir as ameaças potenciais resultantes desta mobilização", afirmou o chefe da diplomacia russa Sergue¯Lavrov neste domingo em entrevista à rede de TV Vesti-24.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;