Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Capacete de Senna é incinerado em Ímola


Do Diário OnLine

17/04/2002 | 10:35


O capacete que Ayrton Senna usava no GP de San Marino há oito anos, quando um acidente o matou, foi incinerado em Ímola. O artefato foi liberado pela Corte de Bolonha, que investigava o acidente.

O capacete foi devolvido à Bell, que produzia o capacete e ainda fornece o equipamento para parte dos pilotos da F-1. A empresa, em acordo firmado com a família Senna, incinerou o capacete, na última quarta-feira, em Bolonha.

Com a devolução do capacete, não há mais elementos do acidente com a Justiça italiana. O carro que Senna usou na corrida, uma Williams FW 16, já havia sido liberado na última semana de março, tendo voltado para a fábrica da equipe inglesa. A liberação foi concedida porque a perícia não conseguiu descobrir as causas que levaram à batida.

Em novembro de 1999, Patrick Head e Adrian Newey, projetistas do modelo, foram indiciados pela tragédia. O caso, no entanto, já foi encerrado, sem que nenhum culpado fosse indicado ou mesmo condenado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Capacete de Senna é incinerado em Ímola

Do Diário OnLine

17/04/2002 | 10:35


O capacete que Ayrton Senna usava no GP de San Marino há oito anos, quando um acidente o matou, foi incinerado em Ímola. O artefato foi liberado pela Corte de Bolonha, que investigava o acidente.

O capacete foi devolvido à Bell, que produzia o capacete e ainda fornece o equipamento para parte dos pilotos da F-1. A empresa, em acordo firmado com a família Senna, incinerou o capacete, na última quarta-feira, em Bolonha.

Com a devolução do capacete, não há mais elementos do acidente com a Justiça italiana. O carro que Senna usou na corrida, uma Williams FW 16, já havia sido liberado na última semana de março, tendo voltado para a fábrica da equipe inglesa. A liberação foi concedida porque a perícia não conseguiu descobrir as causas que levaram à batida.

Em novembro de 1999, Patrick Head e Adrian Newey, projetistas do modelo, foram indiciados pela tragédia. O caso, no entanto, já foi encerrado, sem que nenhum culpado fosse indicado ou mesmo condenado.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;