Fechar
Publicidade

Sábado, 11 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Iugoslávia quer que ONU ponha fim aos ataques


Do Diário do Grande ABC

10/05/1999 | 09:42


No momento em que avioes da Otan continuavam nesta segunda-feira a bombardear a Iugoslávia, o governo de Belgrado acusou a aliança militar de genocídio e pediu ao Tribunal Internacional das Naçoes Unidas que ponha fim aos ataques. Numa audiência que deve durar pelo menos dois dias, a Iugoslávia e dez países da Organizaçao do Atlântico Norte que participam dos bombardeios se enfrentam numa batalha legal na sala de justiça do Tribunal Internacional.

"O bombardeio do território da Iugoslávia nao é apenas um ato ilegal", disse à corte Rodoljub Etinski, representante de Belgrado. "Constitui um crime contra a paz e também um genocídio". Etinski disse que a repressao feita pela Iugoslávia em Kosovo, que causou a fuga de centenas de milhares de kosovares albaneses, foi uma operaçao para reprimir o terrorismo e que os aliados nao têm o direito de intervir num conflito interno.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Iugoslávia quer que ONU ponha fim aos ataques

Do Diário do Grande ABC

10/05/1999 | 09:42


No momento em que avioes da Otan continuavam nesta segunda-feira a bombardear a Iugoslávia, o governo de Belgrado acusou a aliança militar de genocídio e pediu ao Tribunal Internacional das Naçoes Unidas que ponha fim aos ataques. Numa audiência que deve durar pelo menos dois dias, a Iugoslávia e dez países da Organizaçao do Atlântico Norte que participam dos bombardeios se enfrentam numa batalha legal na sala de justiça do Tribunal Internacional.

"O bombardeio do território da Iugoslávia nao é apenas um ato ilegal", disse à corte Rodoljub Etinski, representante de Belgrado. "Constitui um crime contra a paz e também um genocídio". Etinski disse que a repressao feita pela Iugoslávia em Kosovo, que causou a fuga de centenas de milhares de kosovares albaneses, foi uma operaçao para reprimir o terrorismo e que os aliados nao têm o direito de intervir num conflito interno.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;