Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 25 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Operações com nomes criativos já são 62 desde 2005



12/08/2006 | 00:03


Batizadas como Sanguessuga, Matusalém, Mercúrio, Albatroz, Êxodo, Babilônia, Canaã, Narciso, Curupira, Terra Nostra, Farol da Colina, Dominó e Saúva, as operações da Polícia Federal sobem a dezenas. Foram 62 desde 2005, todas com nomes criativos.

“Cada nome tem sua origem nas características únicas, exclusivas dos esquemas de corrupção nela envolvidos, como o atual saúva”, afirma o superintendente da PF no Amazonas, Kércio Pinto, de 48 anos, há sete em Manaus.

Pinto assume que foi um dos pais do nome saúva. “A saúva destrói tudo, dilacera todo o verde à sua frente”, afirma. “Assim, a quadrilha seguia dilapidando o patrimônio público.”

Mas em nenhuma das operações há um pai oficial do nome, afirma. Na pesquisa da saúva, foi destacado um fato: “Numa colônia de formigas saúva, há apenas uma rainha. Se ela morrer, a colônia acaba.” No caso desta operação, afirma o superintendente da PF no Amazonas, “o cabeça do grupo, a saúva-rainha, é o empresário Cristiano da Silva Cordeiro”. 


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;