Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 21 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Banco do Japão deverá voltar a relaxar política monetária, diz assessor de Abe



18/08/2016 | 05:12


O Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) provavelmente tomará medidas ousadas no próximo mês, afirmou um assessor do primeiro-ministro Shinzo Abe, rechaçando especulação de que o banco central japonês poderia aproveitar uma revisão prevista de sua política para reduzir estímulos monetários.

No fim de julho, o BoJ decepcionou analistas e investidores ao promover ajustes apenas secundários em sua política monetária, mas prometeu que faria uma avaliação abrangente de suas ações na reunião de setembro.

"Independentemente da forma que eles conduzirem a avaliação, já há uma resposta: a política monetária não foi suficientemente relaxada", comentou o assessor, Etsuro Honda, que também é o embaixador japonês para a Suíça.

Se não houver medidas, diz Honda, "as pessoas vão desistir" da ampla política econômica que o governo japonês vem adotando nos últimos três anos e meio para combater a deflação, conhecida como "Abenomics".

Nas últimas semanas, a planejada avaliação da política do BoJ tem gerado especulação sobre a determinação das autoridades japonesas de continuarem estimulando a economia.

A política monetária é uma parte central da plataforma de crescimento do governo Abe, junto com a flexibilização da política fiscal. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Banco do Japão deverá voltar a relaxar política monetária, diz assessor de Abe


18/08/2016 | 05:12


O Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) provavelmente tomará medidas ousadas no próximo mês, afirmou um assessor do primeiro-ministro Shinzo Abe, rechaçando especulação de que o banco central japonês poderia aproveitar uma revisão prevista de sua política para reduzir estímulos monetários.

No fim de julho, o BoJ decepcionou analistas e investidores ao promover ajustes apenas secundários em sua política monetária, mas prometeu que faria uma avaliação abrangente de suas ações na reunião de setembro.

"Independentemente da forma que eles conduzirem a avaliação, já há uma resposta: a política monetária não foi suficientemente relaxada", comentou o assessor, Etsuro Honda, que também é o embaixador japonês para a Suíça.

Se não houver medidas, diz Honda, "as pessoas vão desistir" da ampla política econômica que o governo japonês vem adotando nos últimos três anos e meio para combater a deflação, conhecida como "Abenomics".

Nas últimas semanas, a planejada avaliação da política do BoJ tem gerado especulação sobre a determinação das autoridades japonesas de continuarem estimulando a economia.

A política monetária é uma parte central da plataforma de crescimento do governo Abe, junto com a flexibilização da política fiscal. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;