Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

A Inveja


Do Diário do Grande ABC

11/07/2016 | 07:00


Inveja, do latim invidia, olhar com maus olhos; é o popular mau olhado que todos temem, com certa razão. O diabo veste Prada é o título de um filme que assisti algum tempo atrás. Baseado no livro de Lauren Weisberger, que vendeu milhares de exemplares. O filme é uma parábola sobre a inveja em nossa sociedade consumista, dominada pelo desejo de status e projeção social. Spoiler adiante: A protagonista da história é uma jovem bonita e de bem com a vida, porque é livre interiormente, além de competente no que faz. Para ela, vale mais a amizade, o fazer amigos, que o luxo e a carreira na editora em que trabalha. Sobre ela vão incidir a inveja das colegas e, por fim, até mesmo da temida “dona” da revista. Ela, no entanto, saberá se libertar de tudo e de todos na hora certa, o que a tornará invejada em definitivo.

Já foi dito que se perdoam mais facilmente os pecados dos outros do que seus êxitos. Pois a inveja é uma paixão, um vício que planta suas raízes na tristeza experimentada à vista do bem observado nos outros. Diante do sucesso do outro, o invejoso sente um aperto no coração, alguma coisa paralisa seus membros e faz despontar a angústia. Inveja é tristeza que invade o invejoso e o machuca, ele vê o bem do outro como se fosse um golpe vibrado em sua pretensa superioridade. A inveja nasce do orgulho, o qual não pode tolerar rivais ou superiores.

Objeto de inveja é o sucesso do outro, suas qualidades e, muitas vezes, virtudes. É desejo do que não se tem e que o outro possui, somado ao desejo de ser esse outro, ou tomar seu lugar. O invejoso não tolera que se elogie a pessoa invejada, para ele tal elogio é uma ofensa. Como o outro ousa ser bom e querido se eu não consigo? Em nossa sociedade, onde a competição é alta, a inveja está na moda. O invejoso não se contenta nunca com o que possui ou recebe.

Os primeiros cristãos vão recordar a história de José vendido como escravo no Egito pelos seus irmãos que tinham inveja dele (At 7,9). José é figura de Jesus, vítima da inveja no seu último grau, que é o ódio. Vendo o bem invejado aumentar, o invejoso passa a ter ódio e desejo de eliminar o invejado. Foi o que aconteceu com Cristo: “De fato, Pilatos bem sabia que eles haviam entregado Jesus por inveja” (Mt 27,18). A inveja pode provocar ciúme, calúnia, maledicência e, por fim, o desejo não só de eclipsar, mas de dominar e até eliminar os rivais. O invejoso, no entanto, não tem paz, mesmo eliminando a pessoa invejada, fica a sua lembrança e essa incomoda.

Santo Agostinho via na inveja o pecado diabólico por excelência, “pois foi pela inveja do diabo que a morte entrou no mundo”. Deus criou o mundo e viu que tudo era bom. A serpente maligna invejosa do amor de Deus por Adão e Eva procurou um meio de induzir o homem a estragar tudo. Assim, a inveja que odeia é coroada com a vingança. O problema do invejoso, porém, é que mesmo vingando-se não está satisfeito, pois “a inveja apodrece os ossos do invejoso”, vai sentenciar a Bíblia (cf. Pr. 14,30).

Uma das melhores maneiras de glorificar a Deus é fugir da inveja e aprender a se alegrar com o mérito dos outros, que são dons de Deus. Quem não tem inveja é livre e vive bem, mesmo padecendo a inveja dos que invejam quem não tem inveja. A inveja é a mais universal das paixões, o invejoso tem indigestão só de ver o outro comer bem. Que Deus nos livre deste mal!

Dom Pedro Carlos Cipollini é bispo diocesano de Santo André. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;