Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 24 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Viagem a pé é mais rápida na Visconde de Inhaúma

Celso Luiz/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

23/04/2013 | 07:00


Nos horários de pico, é mais rápido caminhar que trafegar de carro na Rua Visconde de Inhaúma, em São Caetano. A equipe do Diário esteve no fim da tarde de ontem na via, localizada no bairro Nova Gerty, e demorou 14 minutos para percorrer pouco mais de um quilômetro. A passos rápidos, a caminhada é feita em cerca de dez minutos.

A rua, que tem característica comercial, é estreita, com apenas uma faixa de rolamento em cada sentido. Na maior parte da via, é permitido estacionar, o que reduz o espaço para circulação de automóveis e ônibus. A liberação para estacionamento também faz com que o tráfego fique travado enquanto motoristas fazem manobras para colocar o carro na vaga.

A área de recuo reservada em frente aos pontos de parada dos coletivos é pequena. Dessa forma, o embarque e o desembarque de passageiros é feito no meio da rua, cujo limite de velocidade é de 40 km/h.

Outro problema é o tempo de duração das fases dos sete semáforos localizados no corredor. Em média, os sinais ficam verdes por 50 segundos para quem está na Visconde. No entanto, a passagem fica bloqueada por 55 segundos. A lentidão no corredor faz com que o trânsito seja ruim também nas vias transversais.

"O farol poderia ser mais rápido, mas o que resolveria mesmo o problema daqui seria a proibição no estacionamento e a liberação do espaço para os carros passarem", avalia o vendedor Robson Marcos da Silva, 32 anos. "Não daria para retirar os semáforos, pois ninguém iria parar nos cruzamentos e a confusão seria ainda maior", acrescenta.

Já o motorista Regivaldo José da Silva, 42, aponta a falta de fiscalização como um dos principais pontos negativos. "Na maior parte da rua, é proibido virar à esquerda, para que a fila não trave o fluxo. Mas quando não há funcionários do departamento de trânsito, o pessoal desrespeita", denuncia. Outra sugestão apontada é que a via seja transformada em mão única.

A Prefeitura de São Caetano garante manter a presença de fiscais para coibir os estacionamentos em locais proibidos, como esquinas e pontos de ônibus. A administração municipal informa também que efetua constantemente a revisão da sincronização semafórica na Visconde de Inhaúma. A Secretaria de Mobilidade ressalta, porém, que está descartado aumentar o limite de velocidade na rua devido à movimentação intensa de pedestres por conta das atividades comerciais.

Semanalmente, o Diário mostra pontos problemáticos do sistema viário da região. Se você tem sugestões de locais, envie e-mail para setecidades@dgabc.com.br .



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;